Autoestima: 5 dicas para se vestir com confiança

Porque você é incrível independente do que estiver usando <3

Por Thais Varela Atualizado em 28 dez 2019, 11h03 - Publicado em 28 dez 2019, 10h03

Você já passou por aquele momento de colocar uma roupa que é linda, mas, ao vesti-la, você não se sentiu bem? Essa sensação é mais comum do que a gente pensa e pode acontecer em ocasiões casuais, em uma festa e até para ir à escola. O interessante é que, muitas vezes, esse sentimento não tem nada a ver com a produção em si, mas com a nossa confiança e autoestima.

Giphy/Reprodução

Pois é, é engraçado como essas duas coisinhas (que, vamos combinar, não são tão “inhas” assim) podem mexer com a gente. A roupa que escolhemos usar é uma forma de nos mostrarmos para o mundo e, por isso, querendo ou não, a nossa percepção sobre elas também pode ser afetada dependendo de como estamos nos sentindo.

Não existem regras para se sentir bem na hora de se vestir (e nem para nenhuma outra questão quando o assunto é moda). Porém, algumas dicas podem te ajudar a deixar o momento de escolher uma produção mais leve, divertido e sem nóias! Confira:

1. Perceba quais peças te fazem se sentir incrível

Sabe aquela (ou aquelas) roupa que é a sua favorita? Que você veste e se sente imediatamente bem consigo mesma? Bom, agora que você já a visualizou, tente entender o que você gosta sobre ela. Seria a cor da peça? O comprimento? O decote? As mangas? O tecido? Descobrir as características que te agradam nela é um dos caminhos para conhecer mais sobre o seu estilo e sobre o que tem a ver com você. Após entender tudo isso, a dica é procurar outros modelos que contem com alguns desses atributos.

Reprodução/Reprodução

2. Vista-se para você

Pode parecer óbvio, mas nem sempre isso acontece. A única pessoa que você precisa agradar na hora de se vestir é você. Não tenha medo de testar uma roupa diferente ou, se o seu e estilo for mais básico, de assumi-lo por aí. O que é bonito para você nem sempre será para sua amiga, então dê atenção às suas próprias opiniões e gostos. Não estamos falando que um conselho não seja válido, mas o importante é que a última palavra na hora de decidir seja sempre sua. Estar confortável com o seu look é a melhor sensação e, ao se sentir assim, você ficará feliz independente do que estiver usando.

3. Não se cobre tanto para “saber o seu estilo”

Ninguém realmente sabe como é o seu estilo, pois ele vai mudando com o passar do tempo. Em geral, as pessoas possuem uma mistura de referências que gostam e é isso que torna a maneira de cada um se vestir tão pessoal. Por isso, não se preocupe em colocar rótulos nas suas roupas. Vá se conhecendo, testando, combinando diferentes modelos e tendências (mas sem ficar presa à elas também, afinal, você não precisa gostar de tudo ~que está na moda~). Com o tempo, você vai perceber quais dessas características tem mais a ver com você, te inspiram e te fazem se sentir bem.

Giphy/Reprodução

4. Tenha referências, mas não se compare à elas

É muito legal encontrar pessoas que te inspiram. Você pode gostar delas por terem um estilo que você admira, por usarem peças que são a sua cara, por arriscarem de um jeito que você também gostaria de fazer com as suas produções… Independente do motivo, olhar referências que te atraem é sempre um ótimo exercício para ter novas ideias na hora de se vestir. Porém, não deixe que a sua admiração pelo visual de outra pessoa se torne uma comparação entre vocês. Somos todos diferentes em corpos, tamanhos, visuais… Tentar copiar alguém é assinar o atestado de frustração, porque a produção nunca ficará igual – e ideia não é essa. Foque em adaptar o que você curte nos looks de quem te inspira para o seu guarda-roupa e, a partir disso, criar a sua própria identidade.

  • 5. Não tenha medo de arriscar

    Calma. Não estamos falando para você sair por aí de um jeito superinusitado e ousado (mas se você curtir esse visual, vá fundo, gata!). Aqui, a ideia é não se acomodar! Aposte em uma cor nova que você nunca usou, em uma roupa estampada se você está sempre de itens lisos, na modelagem esportiva se o jeans é sua peça-chave, e assim por diante. Os acessórios são ótimos aliados na hora de testar estilos diferentes no look sem ser muito radical. Que tal um detalhe novo na cabeça? Ou uma bolsa bem colorida que você nunca pensou em usar? Aos poucos, vá apostando em novas coisas e se jogue na criatividade – e na liberdade – na hora de se arrumar!

    Bora deixar o momento de se vestir cheio de amor-próprio e autoestima? <3

    Continua após a publicidade
    Publicidade