Como foram feitas as cenas de Ivan após retirada dos seios

A equipe de efeitos visuais da Globo teve um trabalhão para editar as cenas de Carol Duarte "sem seios"

Nesta sexta-feira (20) foi ao ar o último capítulo de A Força do Querer e algumas cenas em particular chamaram a atenção da galera: as de Ivan (Carol Duarte) sem camisa, já tendo passado pela cirurgia de retirada dos seios. Muita gente ficou se perguntando como aqueles takes teriam sido feitos, já que é possível ver perfeitamente o rosto de Carol Duarte na tela, ao mesmo tempo que seio nenhum aparece no corpo.

carol-duarte-ivan-retirada-dos-seios-cirurgia-a-forca-do-querer Ivan após a cirurgia de retirada dos seios no capítulo final de A Força do Querer

Ivan após a cirurgia de retirada dos seios no capítulo final de A Força do Querer (Reprodução/Globo)

E, nesta segunda-feira (23), o Vídeo Show revelou os segredos para fazer a cena acontecer. Tudo foi obra da equipe de efeitos visuais da Globo, que teve que gravar a cena repetidas vezes, primeiro com Carol, que usava um protetor nos seios, e depois com um dublê!

“A primeira coisa foi achar um modelo com características parecidas de peitoral, que tivesse medidas e tom de pele parecidos com os da Carol. Primeiro gravamos tudo com a ela, depois com o dublê. Daí fizemos as cicatrizes, marcamos os pontos no computador e foi feita a mágica”, contou Claudia Mendes sobre a cena em que Ivan retirava os curativos da cirurgia no hospital.

carol-duarte-duble-ivan-sem-camisa-a-forca-do-querer Carol Duarte gravou as cenas de Ivan sem camisa primeiro, com protetor nos seios e marcação no corpo. Depois, um dublê repetiu todos os seus movimentos.

Carol Duarte gravou as cenas de Ivan sem camisa primeiro, com protetor nos seios e marcação no corpo. Depois, um dublê repetiu todos os seus movimentos. (Reprodução/Globo)

Já para a cena final, na praia, foi um pouco mais complicado, já que foram usados muitos equipamentos (como drones) e a luz, neste caso, era natural. “O sol não espera terminar de gravar, e a gente precisava da mesma incidência de luz na Carol e no dublê”, explicou Jelles Ribeiro. Mas por sorte deu tudo certo, né?

Após gravar as cenas algumas vezes, a equipe de efeitos visuais usou um software que recortava o corpo do dublê e, através de um cálculo matemático, acompanhava o movimento da respiração da atriz e trocava as imagens no vídeo. Ufa! O vídeo completo da explicação para a ~transformação~ da cena pode ser visto no Gshow.

Que trabalhão, né?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s