Vereador ameaça prender Pabllo Vittar no interior do Paraná

Ezequiel Bueno (PRB) criticou a escalação da cantora na 28ª München Fest e disse que irá cobrar explicações da vice-prefeita de Ponta Grossa

Por Da Redação - 18 out 2017, 12h27
Vereador de Ponta Grossa (PR) ameaça prender Pabllo Vittar, que fará show na cidade em dezembro Instagram/Reprodução

O vereador e pastor Ezequiel Bueno (PRB) fez um discurso na Câmara Municipal de Ponta Grossa, no Paraná, para ameaçar de prisão a cantora Pabllo Vittar, que irá se apresentar na cidade durante a 28ª München Fest, que acontece em dezembro deste ano.

Se baseando em uma notícia falsa divulgada na internet, que dizia que Pabllo e o deputado federal Jean Willys (PSOL-RJ) fariam “uma turnê pelas escolas do Brasil ensinando as crianças sobre diversidade sexual”, Bueno disse não aceitaria “esse tipo de show” em Ponta Grossa, pois é uma “cidade família, uma cidade conservadora”.

“Quero lamentar por que vão trazer essa pessoa [Pabllo Vittar] para Ponta Grossa, em uma cidade família. Em uma cidade que brigamos no plano de educação para tirar ideologia de gênero nas escolas. Em uma cidade que somos conservadores, pais, mães e trabalhadores”, disse o político em seu discurso. “Quem quiser ir no show pode ir sem problema, desde que não seja com o meu dinheiro. E acho que vai pouca gente. Mas se inventar de sair na rua ou nas escolas, eu vou prender. Mesmo que depois eu seja preso por abuso de autoridade, como já falei e falo de novo. Não vamos deixar isso acontecer.”

Ezequiel Bueno ainda falou que irá cobrar explicações da vice-prefeita da cidade e presidente da Fundação Municipal de Turismo, Elizabeth Schmidt (PSB), sobre os recursos públicos e privados utilizados na festa.

Continua após a publicidade

Além de Pabllo Vittar, a 28ª München Fest terá shows de nomes como Henrique & Juliano, Capital Inicial, Anitta, Felipe Araújo, e Thaeme & Thiago.

Publicidade