Rock in Rio: P!nk voa, dança e mostra que o mais legal é ser você mesma

A cantora encerrou o sábado do Rock in Rio com um showzaço com mensagens politizadas e muita acrobacia!

Por Gabriela Zocchi Atualizado em 6 out 2019, 04h34 - Publicado em 6 out 2019, 04h32

Uma das minhas missões durante a cobertura do Rock in Rio neste sábado (5) era contar aqui um pouco mais sobre o primeiro show da P!nk no Brasil, mas confesso que não sei nem como começar de tão impactante que foi, miga! A cantora encerrou a noite no Palco Sunset depois de shows muito animados. Primeiro veio Anitta com seu baile funk, daí a H.E.R. com sua voz impressionante e o Black Eyed Peas com uma festa incrível. Mas P!nk de fato fechou com chave de ouro (e diamantes!).

pink-rock-in-rio
P!nk chegou no Rock in Rio em cima de um lustre! Bleia/I Hate Flash

Acrobata que é, ela entrou no palco ao som de Get the Party Started em cima de um lustre cor de rosa, enquanto bailarinos com looks da mesma cor arrasavam com seus passos de dança. Esses mesmos dançarinos depois a levaram para um passeio com o que pareciam postes de luz (pink também) que circulavam pelo palco enquanto ela cantava Beautiful Trauma Pill.

“Brasil, finalmente! Obrigada por nos trazerem aqui. [O país] é mesmo tão lindo quanto vocês falaram”, disse ela em uma de suas muitas interações com o público. Em outro momento, a cantora afirmou que a palavra “obrigada” é um dos jeitos mais bonitos de dizer “thank you” e recolheu diversos presentes que fãs levaram para ela, como um suspensório com as cores do arco-íris e uma jaqueta na qual estavam estampados ela e seus dois filhos com a bandeira do Brasil no fundo.

pink-rock-in-rio-2019
P!nk levo os fãs a loucura no último sábado (6) de Rock in Rio Tine/I Hate Flash

Com um show composto por hit atrás de hit, a cantora provou que tem talento de sobra! Não que a gente já não soubesse disso, mas ver com os nossos olhos é outra coisa, né? A loira não só arrasa ao soltar a voz como dança muito, faz acrobacias, milita, voa… Em Secrets, por exemplo, ela transformou o festival em uma espécie de Cirque du Soleil, rodando no alto presa apenas por tecidos ou às vezes pelo pé (SIM, você leu certo) de um de seus companheiros. E tudo isso sem desafinar, tá, more?

Em Try, ela trouxe uma vibe meio mística, com um cenário que lembrava um filme de terror, e apresentou uma coreografia bem parecida com a do clipe, que simula ao mesmo tempo uma briga e momentos carinhosos de um casal.

Continua após a publicidade
  • Dividido em cinco partes, o show contou ainda com interludes que ligavam uma a outra, nas quais P!nk mostrou que é possível, sim, fazer um show pop, dançante e animado e militar pelas causas em que você acredita ao mesmo tempo. Antes de cantar What About Us, por exemplo, a musa exibiu no telão diversas imagens de entrevistas e vídeos antigos dela mesma nos quais falava sobre girlpower e o poder de ser quem você é de verdade. Muitas bandeiras LGBTQ+ foram levantadas nessa hora, e um pouco mais tarde, antes de Perfect, ela desceu perto do público e entregou o microfone para um fã que pediu o namorado em casamento. “Crescer como um garoto gay em uma cidade pequena não foi fácil. Eu me sentia como um esquisito e a sua música fez eu me conectar com outras pessoas. Eu conheci o Gabriel, nos tornamos amigos, então nos tornamos melhores amigos, e então namorados. E hoje, dez anos depois, eu acho que é hora de tomar o próximo passo. Eu te amo tanto. Mesmo que essa mulher tenha feito pelo menos 30 músicas nos avisando sobre casamento, eu ainda quero tentar se for com você. Quer casar comigo?”, disse o boy ao amado. Mais que perfeito, né?

    pink-rock-in-rio-2019
    Você quer o mundo, Pink? Eu te dou! Tine/I Hate Flash

    Como se já não tivesse proporcionado momento icônicos suficientes, a americana encerrou a noite de sábado do festival com alguns de seus maiores hits, como Raise Your Glass, Blow Me (One Lass Kiss) e Can We Pretend, fazendo o público pular e gritar muuuuuito.

    E então, minha amiga, veio a parte mais especial de todo o Rock in Rio 2019 até agora: a cantora simplesmente desceu na plateia e.. voou. Sim, colega, enquanto cantava So What, ela foi levantada por quatro cabos posicionados em cima do público e literalmente voou por cima da galera, rodopiando de um lado para o outro, chegando a ficar cara a cara com os fãs que estavam mais longe do palco, e provando que a gente tem que chegar em casa e agradecer por vivem em um mundo com a P!nk, sabe? Que mulher!

    Continua após a publicidade
    Publicidade