Pastor acusado de assediar Ariana Grande em funeral se desculpa

A cantora foi chamada para prestar uma homenagem no funeral de Aretha Franklin, mas foi surpreendida pelo pastor

Por Gabriela Zocchi - 1 set 2018, 13h38

Nesta sexta-feira (31), Ariana Grande se viu em meio a uma polêmica. É que a cantora foi convidada para cantar no funeral de Aretha Franklin, que morreu no último dia (16). Acontece que, após se apresentar, Ari acompanhou um discurso do pastor Charles Ellis III ao lado dele no palco e acabou sendo assediada!

ariana-grande-funeral-aretha-franklin
Ariana Grande não parecia muito confortável durante discurso do pastor Charles Ellis III no funeral de Aretha Franklin Scott Olson/Getty Images

Enquanto Charles falava, é possível ver que a mão dele parecia tocar o seio da cantora, que se mostrou desconfortável. Após verem o vídeo do momento, fãs ao redor do mundo reclamaram nas redes sociais e a hashtag #RespectAriana logo entrou nos Trending Topics do Twitter.

Neste sábado, o pastor se desculpou por sua atitude em uma declaração feita à Associated Press. “Nunca foi minha intenção tocar o seio de qualquer mulher… Não sei, acho que coloquei meu braço em volta dela”, disse. “Talvez tenha cruzado uma linha, talvez tenha sido amigável ou íntimo demais. Mas, novamente, eu me desculpo”, completou.

Charles também pediu perdão pelas piadas que fez com o nome de Ariana. No começo da cerimônia, ele disse: “quando vi Ariana Grande na programação, pensei que era algum prato novo do Taco Bell”, se referindo à rede de fast food.

“A última coisa que quero fazer é ser uma distração nesse dia. Tudo é sobre Aretha Franklin”, disse.

Ariana ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Publicidade