Continua após publicidade

Os melhores personagens de Margot Robbie, segundo a redação da CAPRICHO

Eterna "Barbie", a atriz completa 34 anos hoje - e nós escolhemos celebrar sua carreira até agora neste texto.

Por Da Redação 2 jul 2024, 09h00
Continua após publicidade

 

S

e você achou que a carreira de Margot Robbie poderia ser resumida à Arlequina, de O Esquadrão Suicida e Aves de Rapina, ou à Barbie, certamente precisa conhecer melhor a trajetória da atriz.

Hoje, dia 2 de julho, ela completa 34 anos – sim, ela é do Signo de Câncer – e nós, da redação da CAPRICHO, escolhemos celebrar toda sua carreira até agora, listando os melhores personagens que ela já interpretou no cinema.

 

É provável que a maioria das pessoas se lembre de ter visto Margot alcançar a fama graças a sua personagem em O Lobo de Wall Street, em 2013. Mas, na verdade, ela já tinha uma carreira consolidada na televisão norte-americana, viu? Ela estrelou a série Pan Am (2011) e participou da novela australiana Neighbours, entre 2008 a 2011.

Mas, sim, foi depois que ela apareceu no cinema que sua carreira decolou de vez. De dramas elogiados pela crítica como Eu, Tonya (2017), a sucessos de bilheteria como A Lenda de Tarzan (2016), ela estrelou uma ampla variedade de filmes e até ganhou três indicações ao Oscar.

“Sinto que houve uma mudança sísmica na minha vida há 10 anos com O Lobo de Wall Street”, disse à revista norte-americana Deadline em entrevista recente, “e agora, depois de tudo com a Barbie, parece que a última década foi intensa, muito além do que eu poderia ter sonhado para mim mesma.”

Continua após a publicidade

Depois de tudo com a Barbie, parece que a última década foi intensa, muito além do que eu poderia ter sonhado para mim mesma

Margot Robbie, em entrevista ao Deadline

Aqui estão os melhores papeis interpretados por Margot Robbie (do melhor para o pior), segundo a redação da CAPRICHO:

#1. Barbie

margot robbie barbie chorando
Warner Bros./Reprodução

Ele não podia deixar de estar no primeiro lugar, né? Bem, é autoexplicativo. Ela não só conseguiu interpretar de uma forma única a boneca que marcou gerações, como levou todo mundo – literalmente todo mundo – aos cinemas no pós-pandemia. A única questão é que sua atuação não teve o reconhecimento que mereceu por parte da Academia.

Apesar do sucesso de bilheteria, a diretora Greta Gerwig e Margot, não receberam indicações ao Oscar. Apesar de ter sido “esnobada”, o longa recebeu oito indicações, entre elas a de melhor filme.

No total, o filme levou apenas um Oscar para casa, o de Melhor Bilheteria – categoria inédita na premiação. Billie Eilish e Finneas levaram o prêmio de melhor canção por What Was I Made For?.

Você pode assistir aqui.

Continua após a publicidade

#2. Eu, Tonya

eu tonya
IMDB/Reprodução

A interpretação da patinadora artística – e pra lá de controversa – Tonya Harding rendeu à atriz sua primeira indicação ao Oscar. E não é para menos; esta é uma de suas melhores performances até o momento: a Tonya de Robbie é engraçada, intensa e autoritária, mas, em outros momentos, é séria e frágil.

Ou seja, prova que Robbie não tem medo de retratar personagens complicados e desagradáveis ​​que lidam questões que certamente vão dividir a sociedade e o público. Nós, da CAPRICHO, arriscamos dizer que, mesmo antes de Barbie, este é o seu melhor desempenho como atriz, viu?

Você pode assistir aqui.

#3. Aves de Rapina

aves-de-rapina
Margot Robbie como Arlequina no trailer de Aves de Rapina. Reprodução/Warner Bros.

Podemos falar abertamente que este não é um dos melhores filmes que Margot Robbie participou. Podemos? Ok. Após o fracasso de Esquadrão Suicida, em 2016, Robbie teve uma chance de brilhar em um spin-off que gira principalmente em torno de sua personagem, Arlequina. E Aves de Rapina, então, se torna muito mais forte no geral, graças à consistência de sua atuação.

Você pode assistir aqui.

Continua após a publicidade

#4. O Lobo de Wall Street

Foi em O Lobo de Wall Street, interpretando Naomi, a jovem esposa do vigarista Jordan Belfort, interpretado por Leonardo DiCaprio, que Margot Robbie foi finalmente reconhecida como merecia por Hollywood e sua carreira tomou corpo.

Ela traz um sotaque acentuado que combina perfeitamente com a natureza exagerada da personagem e também serve como um aquecimento para uma voz semelhante que mais tarde aparece junto à Arlequina, em todos os filmes da DC em que ela aparece.

Você pode assistir aqui.

#5. Duas Rainhas

Talvez este seja o papel em que Margot mergulhou em uma caracterização sofisticada e transformadora. No drama histórico, ela interpreta a Rainha Elizabeth I, construída pela equipe do filme com perucas e roupas volumosas e maquiagens marcantes.

Apesar do tempo limitado na tela, Robbie garante que Elizabeth é uma personagem complicada, já que seu relacionamento com a rainha Mary, interpretada pela Saoirse Ronan dá o que falar no filme, viu?

Continua após a publicidade

Você pode assistir aqui.

#6. O Escândalo

Foi aqui que ela recebeu sua segunda indicação ao Oscar, viu? O filme se debruça sobre os casos de assédio sexual que aconteceram nos bastidores da Fox News, durante as eleições de 2016 nos Estados Unidos, em um contexto em que Donald Trump se tornou uma figura no mundo da política institucional em meio ao movimento Me Too.

No longa, Charlize Theron e Nicole Kidman interpretam Megyn Kelly e Gretchen Carlson, respectivamente, enquanto Robbie vive uma personagem vista como “Barbie âncora de jornal”. À medida que o filme avança, ela fica mais visivelmente abalada, assustada e reservada enquanto sua personagem sofre mais dor e abuso de quem detém mais poder.

Você pode assistir aqui.

#7. Era uma vez em Hollywood

No filme quase tributo de Quentin Tarantino a uma Hollywood de sua juventude – que, sim, era bem diferente da que conhecemos hoje -, Margot Robbie interpreta a atriz Sharon Tate, assassinada em 1969. Ela mantém elegantemente a inocência que o diretor claramente deseja, mas não a retrata como um ícone. Em vez disso, ela destaca as contradições de uma vida interrompida em uma atuação super complexa.

Continua após a publicidade

Caso você, leitor e leitora de CAPRICHO não saiba, a atriz Sharon Tate foi morta com 16 facadas por Susan Atkins, conhecida como a “A garota de Manson” (essa é outra história que rende um novo filme, viu?). O caso, lá nos anos 60, chocou não só os Estados Unidos, mas o mundo todo. Presa, a jovem confessou os crimes. A família de Sharon a enterrou com o bebê nos braços.

Você pode assistir aqui.

#8. O Esquadrão Suicida

Harley Quinn em Esquadrão Suicida
Harley Quinn em Esquadrão Suicida Reprodução/Reprodução

Pois é. Eles tentaram de novo e, de novo, Margot Robbie entra em cena e consegue segurar e conduzir o filme com sua boa atuação. Em 2021, ela retornou a interpretar a Arlequina em O Esquadrão Suicida, dirigido por James Gunn; o longa é uma reedição do Esquadrão Suicida, dirigido por David Ayer, em 2016 e, bem, foi muito mal visto pela crítica especializada.

A nova edição do longa recebeu elogios da crítica e dos fãs em sua estreia, chegando a marcar 90% no Rotten Tomatoes – um site que compila as avaliações do público e da crítica especializada e é referência no mundo todo. E, ok, nós não gostamos tanto assim de ambos os filmes, mas vale a pena assistir pela atuação de Margot Robbie.

Você pode assistir aqui.

Publicidade