Laudo do IML aponta overdose de cocaína como causa da morte de Chorão

Vocalista do Charlie Brown Jr. foi encontrado morto em 6 de março no seu apartamento em SP

Por Da Redação Atualizado em 25 ago 2016, 01h28 - Publicado em 24 jul 2013, 19h04

Vocalista do Charlie Brown Jr. foi encontrado morto em 6 de março no seu apartamento em SP

Foi divulgado nesta quinta-feira (4) o laudo do IML que apontou a causa da morte de Chorão . O vocalista do Charlie Brown Jr. morreu em decorrência de uma overdose de cocaína.

O laudo necroscópico da Polícia Técnico-Científica de São Paulo considera os resultados do exame toxicológico número 5054/2013 do Instituto Médico-Legal (IML) feito no corpo de Chorão. O exame mostrou que o corpo do cantor apresentava 4,714 microgramas da droga por mililitro de sangue, causando uma “intoxicação exógena devido à cocainemia”.

Alexandro Magno Abrão, o Chorão, foi encontrado morto em 6 de março no seu apartamento em São Paulo . O vocalista do Charlie Brown Jr. faria 43 anos em 9 de abril.

Logo após a morte de Chorão, a viúva de Chorão, Graziela Gonçalves, desabafou e falou abertamente sobre o ex-marido, de quem estava separada há quatro meses. Na época, Grazon, como era chamada por Chorão, contou que o vício em cocaína do cantor havia se intensificado de um ano e meio pra cá e deu um alerta aos jovens fãs do Charlie Brown Jr.:  “Que isso sirva de lição. Para essa molecada não achar que droga é brincadeira, que é fácil, que é só uma curtição, porque não é, não é, não é… É muito sério, é muito pesado e traz muito sofrimento para todas as pessoas que estão em volta”.

Continua após a publicidade
Publicidade