Homem que ameaçou matar príncipe George pega prisão perpétua

Husnain Rashid, de 32 anos, chegou a divulgar o endereço da creche do príncipe

Por Da Redação 14 jul 2018, 12h24
batizado-principe-louis-charlotte-george-william-kate
A família real sai da capela após o batizado do príncipe Louis, em Londres Dominic Lipinski - WPA Pool/Getty Images

Um homem que incitou o assassinato do príncipe George foi condenado à prisão perpétua. Segundo a agência France Presse, a decisão foi tomada por um tribunal britânico na última sexta-feira (13/7).

Husnain Rashid, de 32 anos, usou o aplicativo de mensagens Telegram, em outubro de 2017, para negociar e incentivar um grupo jihadista a planejar um atentado terrorista contra o príncipe George, de 4 anos, filho de Kate e William. O garotinho, que é o terceiro na linha de sucessão ao trono, era um dos principais alvos do britânico.

  •  

     

    “A mensagem era clara: forneceu o nome e o endereço da escola do príncipe George, uma imagem da escola do príncipe George, e a instrução ou ameaça de que o príncipe George e outros membros da família real tinham de ser vistos como alvos em potencial”, disse o juiz Andrew Lees ao ler a sentença.

    O julgamento aconteceu no tribunal de Woolwich, em Londres. A decisão de prisão perpétua é passível de revisão após 25 anos.

    Continua após a publicidade
    Publicidade