Britânico que estava planejando matar o Príncipe George é condenado

Primogênito de Kate e William era o próximo grande alvo da lista de Husnain Rashid.

Por Da Redação - Atualizado em 2 jun 2018, 11h59 - Publicado em 2 jun 2018, 11h55

Na última quinta-feira, 31, o britânico Husnain Rashid foi condenado em Londres, na Inglaterra. A pena oficial só será dada pelo juiz na audiência do dia 28 de junho, mas a Corte de Woolwich disse que, “inevitavelmente, ele receberá uma longa condenação e poderá pegar prisão perpétua”.

Handout/Getty Images

Anteriormente, Rashid havia declarado ser inocente, mas, na última audiência, confessou ser culpado. Em outubro de 2017, ele usou um aplicativo de mensagens instantâneas para negociar e incentivar um grupo jihadista a planejar um atentado terrorista contra o Príncipe George, de 4 anos, filho de Kate e William. O garotinho era um dos principais alvos do britânico.

Rashi foi detido no dia 22 de novembro, em uma cidade ao norte da Inglaterra. Ele é simpatizante do movimento extremista do Estado Islâmico e tinha ainda um canal online em que incentivava outras pessoas a cometerem atos de terror e barbárie.

A Família Real Britânica ainda não liberou nenhum comunicado oficial sobre a condenação.

Publicidade