Hariany Almeida fala sobre ataques machistas: “Ofensas vindas de mulheres”

A participante do BBB19 contou em entrevista que recebe diariamente ataques após ter assumido o namoro com DJ Netto

Por Da Redação Atualizado em 11 jun 2020, 11h41 - Publicado em 11 jun 2020, 11h40
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Hariany Almeida abriu o seu coração em entrevista para a Quem. A ex-participante do BBB contou que, desde que assumiu o namoro com DJ Netto, recebe diariamente ataques virtuais. Esta atitude – somada ao fato de ela ter perdido muitos seguidores no Instagram após celebrar 8 milhões de follows na rede social – tem feito com que ela tenha crises de ansiedade. Que tenso, né?

“Recebi e recebo diariamente muitos ataques com tom machista. O que mais me deixa triste é que são ofensas vindas de mulheres. Elas usam xingamentos pesadíssimos, que ofendem a minha honra pessoal. Como mulher, eu não teria coragem de falar as coisas que escuto. Sei o tanto que machuca e no momento em que vivemos, as mulheres tinham que dar as mãos umas para outras e se apoiar“, declarou.

  • Hary e Netto se conheceram durante A Fazenda. Na época, ela namorava Lucas Viana, que foi o vencedor dessa temporada da atração da Record. O romance com o boy não vingou e, depois de um tempinho, a influencer se aproximou do DJ.

    De acordo com a publicação, Hariany já acionou a Justiça  e tomou as medidas legais para lidar com as ofensas virtuais. “Tento ser uma pessoa forte e focar nas coisas boas, mas querendo ou não, essas coisas às vezes abalam a gente. Já sou ansiosa por natureza e eu tive crise de ansiedade. Sou um ser humano, tenho um coração…“, ressaltou.

    Nos últimos dias, Marina Ruy Barbosa e Billie Eilish também desabafaram sobre a cultura do cancelamento online e como isso pode prejudicar a saúde mental das pessoas.

    Por isso, a CAPRICHO deixa aqui um recado para quem está sofrendo com ansiedade, depressão ou com outras questões relacionadas a saúde mental: ainda que tudo pareça muito difícil, saiba que você pode procurar ajuda. O Centro de Valorização da Vida (CVV) presta apoio gratuito 24h. Se necessário, ligue 188 ou acesse o site. Você não está só, mesmo que muitas vezes pareça o contrário. Não desista!

    Continua após a publicidade
    Publicidade