Carlinhos Maia após promover festa: “É errado, mas é melhor que fingir”

O cenário do Covid-19 no Brasil é caótico, mas, para o comediante, apesar de ser errado aglomerar, é melhor mostrar o evento a fingir hipocrisia

Por Amábile Reis 21 dez 2020, 10h59
colecao capricho sestini mochila bolsas
CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Nos últimos sete dias, o Brasil registrou a maior média móvel de casos confirmados de Covid-19 desde o começo da pandemia. Em média, houve 47.439 novos diagnósticos diariamente. E, neste cenário caótico do país, Carlinhos Maia optou por realizar um evento de Natal.

Entre os convidados da festa, estavam personalidades como Gabi Martins, Tierry, Dennis DJ e Matheus Mazzafera. A assessoria do comediante disse que as pessoas fizeram testagem antes de curtirem a festança e que eles estavam respeitando as medidas de segurança contra o coronavírus.

  • Porém, nos Stories publicados pelos participantes da festa, esses cuidados não estavam tão evidentes assim. Havia uma grande aglomeração e ninguém estava de máscara. A situação, é óbvio, gerou uma comoção na web e internautas ressaltaram a irresponsabilidade do influencer ao promover uma festa desse tipo. Veja algumas reações:

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Tatá Werneck também demonstrou indignação com o caso e se manifestou no Twitter.

    Continua após a publicidade

    Com a repercussão, Carlinhos Maia decidiu se posicionar nas redes sociais. O comediante disse que os profissionais de evento chegaram a ficar emocionados por trabalharem após estarem há tanto tempo afastados de suas funções. “Eles choraram e me agradeceram”, pontuou.

    Carlinhos assumiu que aglomerações é errado e tentou justificar a festa. “É errado do começo ao fim, mas não dá para gente tapar os olhos para uma classe que não está trabalhando. O mínimo que a gente pode fazer é seguir e fazer dentro do permitido. Está errado do começo ao fim, mas melhor que fazer uma coisa na hipocrisia e ficar fingindo por trás das câmeras”, comentou. Por fim, ele garantiu que os seus convidados farão novos testes para saber se estão bem e sem o vírus.

    View this post on Instagram

    A post shared by Central da Fama (@centraldafama)

    Carlinhos Maia, de fato, pode até achar que seguiu protocolos e que o seu evento foi seguro. Mas, como a própria Tatá Werneck falou acima, o comediante, no auge dos seus 21 milhões de seguidores no Instagram, deveria servir de exemplo aos fãs e incentivar as pessoas a ficarem em casa, cuidando de quem amam. Responsabilidade coletiva é bom e todo mundo gosta, né?

    E você, o que achou disso tudo?

    Continua após a publicidade
    Publicidade