Camila Mendes desabafa sobre ansiedade por gravar Riverdale na pandemia

A estrela da série também falou sobre de alguns cuidados mentais que a ajudam a lidar com o momento

Por Vitória Macedo 9 mar 2021, 14h17

Desde que as filmagens de Riverdale retomaram, Camila Mendes tem estado sozinha em seu apartamento em Vancouver, Canadá, onde a série é gravada. Por conta da Covid-19, antes de o elenco retornar ao trabalho, eles tiveram que ficar duas semanas em isolamento, e todo esse ritmo lento e a pandemia foi uma novidade para a atriz e afetou sua saúde mental. Isso porque ela está em uma série de sucesso e nos últimos anos não parou de filmes, de fazer suas obrigações com a imprensa, premiações e projetos. 

  • Em entrevista à Health, Camila falou sobre como se sentiu com o retorno das filmagens da série da The CW, em meio ao caos pandemico. “Quando começamos a filmar a 5ª temporada, comecei a ter ataques de pânico, o que foi estranho para mim. Acho que foi porque eu estava em Vancouver e as fronteiras estavam fechadas, ninguém podia nos visitar”, desabafou. Você começa a sentir falta da sua casa e da sua vida, e você não tem seus amigos ou comunidade com você”. 

    A atriz reforçou que, apesar disso, é muito grata pelo seu trabalho e revelou o que a ajudava durante os momentos de ansiedade.  “Tomar banho ajudava com os ataques de pânico. Eu também aprendi nesses momentos a desligar meu telefone, fazer uma pausa na tecnologia e entrar na banheira com um pouco de música e um livro. Nunca fiz isso antes da pandemia, e agora adoro ter aprendido a fazer isso por mim mesma”, contou.

    Além disso, ela revelou que cuida de seu bem-estar se questionando: “O que meu corpo precisa agora?”. “Acho que estar bem é verificar sua saúde física e mental e avaliar o que você realmente precisa naquele momento”, contou. 

    O papel de Veronica Lodge em Riverdale foi o primeiro trabalho da Camila após sair da New York University, e ela refletiu sobre os haters e o que aprendeu com isso. “Quando você tem uma base de fãs tão grande, há inimigos que vêm junto. Mas essa também foi uma boa experiência de aprendizado. Isso o força a aceitar e se sentir confortável com o fato de que nem todo mundo vai gostar de você – e isso está OK. Essa é uma lição muito valiosa que aprendi no início da minha carreira”, conta. 

    E você, como tem cuidado de sua saúde mental na pandemia? 

    Continua após a publicidade
    Publicidade