Brendon Urie, do Panic! At The Disco, é acusado de pedofilia e assédio

Uma série de perfis anônimos na internet revelaram histórias nas quais o cantor teria assediado sexualmente menores de idade

Por Da Redação Atualizado em 17 ago 2020, 12h19 - Publicado em 16 ago 2020, 16h16

Nos últimos dias, perfis anônimos acusaram o cantor Brendon Urie, do Panic! At The Disco, de assédio sexual e pedofilia. Os usuários revelaram histórias nas quais o cantor teria se insinuado sexualmente para menores de idade nos bastidores de shows e eventos. Desde que as primeiras declarações surgiram, os internautas criaram a hashtag #BrendonUrieSpeakUp para tentar pressionar o músico a se posicionar sobre as denuncias.

Em um perfil com o nome de Kam, o usuário conta que teria se encontrado com Brendon nos bastidores de um festival de música em 2009, na África do Sul. Segundo o relato, o cantor estava bêbado e tentou uma aproximação física após questionar se ele já havia tido algum relacionamento com outro homem. O denunciante ainda afirmou que chegou a dizer ao astro que era menor de idade, o que não teria mudado em nada seu comportamento.

Usuários anônimos acusam Brendon Brie de assédio sexual e pedofilia @kam02709814/Twitter

Um outro perfil, como o nome de usuário Leah, relatou ter se encontrado com o vocalista após um show da banda em Cleveland, nos Estados Unidos, em 2011. Na ocasião, a garota, que tinha 15 anos, teria sido beijada por Brendon quando foi aos bastidores do concerto para conhecê-lo. Ela também contou que o cantor tocou em suas partes íntimas sem consentimento. “Eu fiquei atordoada e não conseguia me mover. Quando ele tentou tocar minha vagina, eu revidei e corri para fora de lá”, disse.

O cantor ainda não se pronunciou sobre as acusações. Vamos aguardar o desenrolar da história.

Continua após a publicidade

Publicidade