Bienal: Livros de romance, YA e fantasias que foram destaque no evento

Separamos algumas leituras que estão fazendo sucesso no evento para você conferir

Por Anny Caroline 13 jul 2022, 13h56

A edição deste ano da Bienal Internacional do Livro de São Paulo chegou ao fim neste domingo e se mostrou um grande sucesso no decorrer dos dias, mantendo os corredores do Expo Center Norte lotados de leitores apaixonados.

Diversas editoras contavam com grandes filas para visitar estandes e a CH conferiu alguns livros mais vendidos e também os lançamentos nos gêneros de fantasia, young adult e romance.

Livros na Bienal; Filhos de Sangue e Osso; Modus Operandi; O Priorado da Laranjeira; a margem é uma textura nas cores lilás, branco, azul e rosa
Livros na Bienal CAPRICHO/CAPRICHO

*P.S.: Lembre-se de verificar a classificação indicativa das leituras.

Filhos de Sangue e Osso, Tomi Adeyemi

Tomi Adeyemi veio ao Brasil para participar da Bienal e sua fantasia dominou o estande da Rocco. De acordo com a editora, Filhos de Sangue e Ossos e Filhos de Virtude e Vingança – segundo volume da trilogia – estiveram na lista de mais vendidos ao lado de outros títulos do selo como Sem Coração, de Marissa MeyerRádio Silêncio, Sem Amor e Um Ano Solitário, de Alice Oseman.

View this post on Instagram

A post shared by TOMI ✍🏿 (@tomiadeyemi)

Modus Operandi, Carol Moreira e Mabê Bonafé

Carol Moreira e Mabê Bonafé aparecem na lista de mais vendidos da Intrínseca com o lançamento Modus Operandi. Além disso, Manual de Assassinato para Boas Garotas, escrito por Holly Jackson, também se destacou mostrando que o true crime e os suspenses conquistaram a galera que esteve na Bienal!

View this post on Instagram

A post shared by Intrínseca (@intrinseca)

Viúva de Ferro, Xiran Jay Zhao

Xiran Jay Zhao esteve presente no primeiro dia de Bienal do Livro para conversar com os leitores sobre seu livro Viúva de Ferro, que também apareceu na lista de mais vendidos da Intrínseca. Além de Xiran, Jenna Evans Welch, autora da trilogia Amor & também visitou o evento e o box com suas histórias fez sucesso por lá.

View this post on Instagram

A post shared by Xiran Jay Zhao (@xiranjayzhao)

O amor não é óbvio, Elayne Baeta

Elayne Baeta foi um dos grandes destaques do estande do Grupo Editorial Record com o livro O Amor Não É Óbvio. Ela aparece na lista ao lado de outros títulos da Galera como A vida invisível de Addie LaRue e Os garotos do cemitério.

View this post on Instagram

A post shared by Galera Record (@galerarecord)

Sombra e Ossos, de Leigh Bardugo

Leigh Bardugo fez sucesso com o Grishaverso na Bienal! O livro de fantasia apareceu na lista de mais vendidos da editora Planeta ao lado de outros títulos como Mil beijos de garoto, de Tillie ColeO diário de uma princesa desastrada, de Maidy Lacerda.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

A post shared by Planeta Minotauro (@planetaminotauro)

A Hipótese do Amor, Ali Hezelwood

A Hipótese do Amor, de Ali Hezelwood, foi o livro mais vendido da editora Arqueiro na Bienal! A autora esteve no Brasil para conversar com os fãs sobre sua história, assim como Elena Armas, autora de Uma Farsa de Amor na Espanha, que também foi um dos grandes destaques de vendas, ficando com o 2º lugar de mais vendidos.

View this post on Instagram

A post shared by Editora Arqueiro (@editoraarqueiro)

Eu Beijei Shara Wheeler, Casey McQuiston

Casey McQuiston fez sucesso no evento! O lançamento exclusivo de Eu beijei Shara Wheeler na Bienal fez com que o livro fosse o mais vendido do estande desde o primeiro dia. Além disso, Vermelho, branco e sangue azul também se destacou ao lado de Última parada.

Vale destacar que as HQs de Heartstopper, de Alice Oseman, Enquanto não te encontro, de Pedro Rhuas, e Conectadas, de Clara Alves, também apareceram na lista de maiores vendas.

View this post on Instagram

A post shared by Editora Seguinte (@editoraseguinteoficial)

Mordida, Sarah Andersen

Após o sucesso no TikTok, o livro Mordida, de Sarah Andersen foi o segundo mais vendido do estande da Seguinte, selo da Companhia das Letras, na Bienal do Livro de SP. Mentirosos e sua sequência, Família de mentirosos, também são títulos que chamaram a atenção dos leitores.

View this post on Instagram

A post shared by Editora Seguinte (@editoraseguinteoficial)

O Priorado da Laranjeira, Samantha Shannon

De acordo com a VR, o livro O Priorado da Laranjeira, de Samantha Shannon, foi o mais vendido do estande durante os 10 dias de evento! Sucesso, né? Ás de Espadas, de Faridah Àbíké-Íyímídé, e Nosso Lugar Entre Cometas, de Fernanda Nia, também apareceram na lista de destaques da Plataforma 21.

View this post on Instagram

A post shared by Editora Plataforma21 (@plataforma21_)

Um milhão de finais felizes

De acordo com a Globo Livros, Um milhão de finais felizes, de Vitor Martins, foi um dos livros mais vendidos do estande na Bienal do Livro de SP ao lado de outros títulos como Battle Royale, de Koushun Takami, Você ligou para o Sam, de Dustin Thao, Jogos de Herança, de Jennifer Lynn Barnes, A jogada do amor, de Kelly Quindlen, e Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente, de Igor Pires.

View this post on Instagram

A post shared by vitor martins 🌻 (@vitormrtns)

E aí, atualizou sua TBR após a Bienal?

*As vendas realizadas através dos links neste conteúdo podem render algum tipo de remuneração para a Editora Abril

Continua após a publicidade

Publicidade