Bibi Perigosa da vida real processa a Globo e pede meio milhão de reais

Fabiana Escobar abriu ação porque a emissora não repassou os valores de direitos autorais pela venda da trama de Gloria Perez para outros países

Por Da Redação - 23 jul 2018, 18h17
bibi-perigosa-vida-real-fabiana-escobar
História de Fabiana Escobar inspirou personagem Bibi Perigosa de A Força do Querer Instagram/Reprodução

Fabiana da Rocha Escobar, que inspirou a personagem Bibi Perigosa vivida por Juliana Paes em A Força do Querer (2017), está processando a Globo. Segundo o site da revista VEJA, ela pede uma indenização de meio milhão de reais.

A advogada de Fabiana, Claudia Queiroz, contou à VEJA que a ação foi aberta porque a emissora não repassou os valores de direitos autorais, que estavam previstos em contrato, pela venda da trama de Gloria Perez para outros países.

A Força do Querer teria sido vendida para pelo menos três países – Uruguai, Equador e El Salvador – e, segundo a defesa de Fabiana da Rocha Escobar, não houve repasse por parte da emissora. “A Fabiana tentou contato com a Globo várias vezes para cobrar o valor e a emissora ficou inerte, não respondeu”, afirmou a advogada à VEJA.

Correndo na 43ª Vara Cível do Rio de Janeiro, o processo (número 0080014-36.2018.8.19.0001) é por danos morais, danos materiais, lucros cessantes, resolução contratual e compensação de direitos autorais.

juliana-paes-bibi-a-força-do-querer
O último cabelo utilizado na novela foi um longo escuro Instagram/Reprodução

À VEJA, Fabiana da Rocha Escobar se disse chateada e que a Globo a deixou em “uma situação difícil”. “Confiei e esperei para poder me organizar e transformar tudo isso em algo positivo na minha vida, mas na hora H esqueceram que existe uma pessoa que vive no presente. Eu não sou só uma história”, desabafou a “Bibi Perigosa” da vida real.

Pelo Instagram, ela já havia revelado o processo contra a Globo dizendo: “Esclarecendo. Esse processo não é uma investigação sigilosa. O site do Tribunal de Justiça é aberto pra consulta. Não tem porque ficar em silêncio quando a pessoa lesada por não cumprimento de contrato sou eu. Ok, pra quem já enfrentou tantos monstros… Apenas mais um”.

A Globo diz desconhecer a ação movida por Fabiana da Rocha Escobar, que foi casada por 14 anos com o traficante Saulo de Sá Silva, o vulgo Barão do Pó, que comandava a distribuição de cocaína na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, e foi preso em 2008. A emissora carioca comprou os direitos do livro lançado por ela em 2014, Perigosa, e usou sua história na trama de Gloria Perez.

Continua após a publicidade
Publicidade