Bianca Andrade e Globo entram em acordo após quebra de contrato do BBB20

O valor da multa que a influencer teve que pagar diminuiu

Por Vitória Macedo 27 jan 2021, 15h30

O Big Brother Brasil 20 realmente foi uma edição histórica e está dando o que falar até hoje, mesmo com a nova edição do programa, BBB21, já tendo começado.  Isso porque o processo movido pela Globo contra a ex-sister Bianca Andrade chegou ao fim após as duas partes entrarem em um acordo sobre a cláusula de exclusividade do reality show, que a influencer não seguiu. 

O processo, que veio a público em julho do ano passado, pedia para que Bianca pagasse um valor de R$ 500 mil por conta da quebra de contrato ao participar de outro reality show Soltos em Floripa, da Amazon Prime Video.

O contrato do BBB20 exigia exclusividade da empresária, mantendo seus compromissos com a emissora até o dia 30 de abril de 2020, mas quando o programa da plataforma de streaming estreou, em março do mesmo ano, o reality da Globo ainda estava no ar. Bianca também não havia sinalizado qualquer participação em outro programa quando aceitou o convite de ir para a casa mais vigiada do Brasil, ainda mais em uma concorrente da Globoplay. Assim, a ação, protocolada na 7ª Vara do Rio de Janeiro, alega que a influencer não cumpriu com a cláusula.

Em dezembro, a ex-sister e a Globo entraram em um acordo que diminuiu a multa de R$500 mil para R$150 mil. O valor foi pago à vista e teve o acréscimo de mais R$15 mil para custear os honorários dos advogados da emissora. 

O que as duas partes quiseram mesmo foi manter um bom relacionamento, já que ambas reconhecem que a atitude de Bianca não foi de má-fé.

 

Continua após a publicidade

Publicidade