Arctic Monkeys abusou de todo o seu charme em show do Lollapalooza 2019

Fechando a noite com chave de ouro, Arctic Monkeys deu o maior show no Lollapalooza 2019.

Por Mel Trench Atualizado em 6 abr 2019, 02h27 - Publicado em 6 abr 2019, 02h24

O show do Arctic Monkeys no Lollapalooza 2019 só nos deixou com uma dúvida: Como faz para ter o charme de Alex Turner? Com pouca interação com a plateia, a banda entregou que seus álbuns de estúdio podem muito bem serem reproduzidos ao vivo, e quem sabe até melhor em alguns casos. Com um fundo vermelho e um tipo de contagem regressiva, os integrantes entraram no palco e já embarcaram em um de seus maiores sucessos: Do I Wanna Know.

  • Já na primeira música a banda levou a energia lá para o alto e era até difícil de ouvir a voz de Alex em alguns trechos. Os fãs mostraram que sabem as letras inteirinhas, mesmo com suas palavras complicadas e as mudanças difíceis no tom de voz do vocalista. Ele, inclusive, merece uma salva de palmas, pois estava muitíssimo afinado ao vivo, foi algo realmente impressionante.

    Brianstorm e Snap Out of It foram as escolhidas na sequência, uma de Favourite Worst Nightmare, lançado em 2007, e a outra do famoso AM, de 2013Apesar de praticamente não conversar com seu público e apenas soltar alguns ‘obrigado’ em alguns momentos, Alex tem uma presença incrível no palco – esbanja elegância com o cabelo penteado para trás com gel e suas reviradas de olhos de tirar o ar. I wanna be yours (eu quero ser sua), Alex! Rs.

    lollapalooza-2019-arctic-monkeys
    Alex Turner esbanjando charme no Lollapalooza 2019. Camila Cara/Reprodução

    Já o álbum Tranquility Base Hotel + Casino, que saiu em maio de 2018, teve direito a 5 das 21 canções apresentadas, entre elas: The Ultracheese, Four Out of Five, Star Treatment, One Point Perspective e Tranquility Base Hotel + CasinoA produção foi muito mal recebida pelos fãs na época, que tinham grande expectativas.

    O grupo ainda seguiu com Don’t Sit Down ‘Cause I’ve Moved Your Chair e I Bet You Look Good on the Dancefloor, que tirou os pés do chão do público. Library Pictures e Teddy Picker também apareceram durante a setlist, mas o destaque fica para Knee Socks, na qual Alex mostrou todo seu potencial no solo de início. O vocalista alternou entre a guitarra, o teclado e o microfone ao longo de toda a apresentação. É talento demais, gente!

    lollapalooza-2019-arctic-monkeys

    Dancing Shoes e Cornerstone foram outras duas faixas muuuito aguardadas que tocaram no show. Why’d You Only Call Me When You’re High? veio com toda a sua carga meio ~down~ e ainda conseguiu arrancar braços para cima e um coro intenso dos fãs. Já em 505, vimos a parte mais tranquila da banda, ainda que ela acabe em um tom beeeem agitado. Crying Lightning e Pretty Visitors fecharam essa parte do espetáculo que teve sua primeira grande pausa e deu aquele nervoso de ‘será que já acabou?’.

    Nada disso! A banda voltou e performou ainda mais três músicas, entre elas dois grande sucessos: Arabella e R U Mine?. “Muito obrigado, São Paulo, vocês são muito gentis! Somos os Arctic Monkeys, boa noite!” cantou Alex antes de dar início à ultima faixa da noite. Sem dúvidas foi essa que mais encantou o público e deixou todo mundo rouco de vez. Tem coisa melhor?

    Arctic Monkeys, já podem tocar nos próximos dias do festival, ok? Que sonho!

    Continua após a publicidade
    Publicidade