Após censura em Bienal, Pabllo Vittar organiza beijaço em show em Brasília

Muito famosos se manifestaram contra a atitude de Marcelo Crivella de censurar HQ com beijo gay na Bienal do Livro

Por Da Redação - Atualizado em 9 set 2019, 20h15 - Publicado em 9 set 2019, 16h52

Neste final de semana, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, virou notícia após determinar que a HQ Vingadores: A Cruzada das Crianças, que trazia um beijo entre Wiccano e Hulkling na capa, fosse recolhida da Bienal do Livro por apresentar “conteúdo sexual para menores”. O ato do político acabou gerando diversas manifestações, dentro e fora do evento, afinal, as pessoas deveriam ser livres para amar e beijar quem quiserem, certo?

Enquanto alguns famosos se manifestaram contra a medida do governo nas redes sociais, Pabllo Vittar decidiu transformar o ódio em amor em um show que fez em Brasília no último sábado (7). “Tentaram censurar o nosso beijo, então quero convocar todo mundo para um beijaço. Olha para o amigo, olha para o namorado, olha para o crush. Nosso amor é livre e a gente tem direito de beijar sim! Pelo amor livre”, disse ela antes de convidar todo mundo para trocar beijos. Fada sem defeitos, né?

Outras atitudes de celebridades também chamaram a atenção e merecem destaque. Felipe Neto, por exemplo, comprou 14 mil exemplares de livros com temática LGBTQI+ e os distribuiu gratuitamente para a galera.

View this post on Instagram

7 de setembro, tinha que ser nesse dia, o nosso dia, o dia do BRASIL! O dia em que mandamos um recado claro para a censura e os opressores: vocês nunca irão calar o amor! O bem sempre vence e sempre vencerá. Foram 14 mil livros de temática LGBTQ+ distribuídos gratuitamente. Foi o recorde de público da história da Bienal do Livro em 39 edições! Foi lindo, foi amor, foi luta por um mundo melhor! No final, chegaram os carros dos agentes da censura de Crivella e 20 homens armados prontos para recolher todos os livros. Só tinha um problema, TODOS já tinham sido entregues de graça. Hoje, o amor venceu! Hoje, o Brasil venceu! Feliz 7 de setembro. Comemore hoje, a luta continua amanhã.

A post shared by Felipe Neto (@felipeneto) on

Continua após a publicidade

Além disso, mais de 70 autores e editores que marcaram presença na Bienal assinaram um manifesto contra a censura. Escritores como Thalita Rebouças, Matheus Rocha, Vitor Martins, Igor Pires, Babi Dewet, Pedro Bandeira, entre muitos outros, gravaram um vídeo no qual recitavam versos de Apesar de Você, canção de Chico Buarque que defende a liberdade de expressão.

View this post on Instagram

Nosso manifesto. “Apesar de você”, música do sempre genial @chicobuarque, infelizmente tão atual, nos representa. #naovaitercensura Mais de 20 autores. Todos contra a censura. Produção: @ana_lima_f @lulytrigo @laurentino.gomes2018 @felipeneto @barbaraescreve @fernandania @fabriciocarpinejar @matheusrocha @vitormrtns @raphael_montes @lulytrigo @gabsbarreira @irisfigueiredo @viniciusgrossos @lucasdlrocha @claraalvesg Otávio Junior @solmirandadefato Igor Pires @babidewet Miriam Leitão @felcastilho @carinarissi @felipecabralrj Pedro Bandeira

A post shared by Thalita Rebouças (@thalitareboucas) on

Viva o amor, né?

Continua após a publicidade
Publicidade