A Fazenda: memes de Jojo Todynho mostram face nada divertida da sociedade

A cantora tem frases icônicas e bomba nas redes, mas temos que pensar o que pode estar por trás de tantas ~zoeiras~ aparentemente inofensivas

Por Vitória Macedo Atualizado em 5 out 2020, 20h10 - Publicado em 4 out 2020, 10h00
colecao-roupas-capricho-marisa
Divulgação/CAPRICHO

Jojo Todynho, como é conhecida artisticamente Jordana Gleise de Jesus Menezes, é uma das participantes favoritas do reality show A Fazenda 12, da TV Record. Entre os 20 peões, a cantora se destacou e acabou virando uma “fábrica” de memes – é disso que a internet gosta, né?

  • Jojo tem frases icônicas na atração, como “agora o pau vai torar”, que gerou muita repercussão no Twitter, e outras mais engraçadas, como “sustenta suas gracinhas”  e “acorda que você não é hóspede”. Mas a funkeira de 23 anos também compartilha momentos impactantes de sua vida e dá conselhos maduros aos colegas. Quando o clima esquentou entre Luiza Ambiel e Biel, por exemplo, ela declarou: “Seja alguém que você queira conhecer”, após diversas tentativas, tamanha era sua empolgação. 

     

    Por trás de tantos memes aparentemente inofensivos, existe uma discussão importante sobre estereótipos relacionados à aparência de Jojo, que é uma mulher preta e gorda. Alguma vez você já presenciou uma cena em que um homem tenta provocar uma mulher apenas para vê-la irritada, simplesmente como se esse sentimento de raiva fosse divertido ou bobo? É familiar, né? 

    Continua após a publicidade

    Pois bem, quando mulheres expressam sua raiva,  são tidas como histéricas, emocionais demais e loucas, enquanto os homens são vistos como respeitáveis ou temidos. No que diz respeito à mulher negra, ronda um estereótipo muito mais forte, o da “mulher negra raivosa” (Angry Black Woman). O termo surgiu principalmente a partir de ideais machistas e racistas sobre a mulher preta no período da escravidão americana e no pós também. 

    Hoje, esse estereótipo ainda está muito presente nas representações das mulheres negras na mídia, sejam elas reais ou fictícias. E, na maioria das vezes, o que tem por trás disso é uma mulher com opinião forte, que é contra injustiças e não aceita as coisas de cabeça baixa. 

    Jojo é estourada e “desbocada”, mas os seus “surtos” (como as pessoas gostam de chamar, já remetendo a algo descontrolado) não existem no vácuo, eles são reações a algo que a afetou no reality.  

    Para além disso, vemos que algumas atitudes da artista em A Fazenda são consideradas engraçadas pela massa não só porque realmente ela tem esse jeito espontâneo, mas também pelo fato de ser gorda. Quem aqui se lembra de quando ela estava aprendendo a nadar com Lipe ou de quando apareceu colocando arroz no prato com a cara fechada? As imagens viralizaram na internet e, muitas vezes, foram vinculadas a expressões gordofóbicas.

    “Se fosse uma menina considerada ‘gostosona’, ninguém ia estar falando sobre isso e, se estivesse, não estaria colocando como forma de deboche”, disse Izabel Gimenez, estagiária de beleza da CH, que produz conteúdos sobre gordofobia e amor próprio em suas redes sociais. “Está virando meme não pelo fato de ser algo realmente relevante e que te faz rir. Ela é uma pessoa que os outros, só de olhar, riem. Por que isso? Será que é o fato dela ser uma mulher gorda, baixinha?” 

    Para Izabel, a visão está relacionada também a um estereótipo. “A pessoa gorda sempre é vista como divertida, alto astral. Esse estigma é muito forte e é reforçado na Jojo” comenta ela, que sente que as reclamações da cantora não são levadas a sério, fazendo tudo parecer uma grande piada.

    Nascida no bairro de Bangu, na cidade do Rio de Janeiro, a carioca mostra que batalhou muito para chegar onde está. Ela começou a trabalhar ainda na adolescência, em funções como telefonista, faxineira, camelô, cuidadora de idosos, babá, monitora de brinquedoteca em shoppings e vendedora de picolé. Jojo não é somente dona de frases marcantes. Tem uma história para contar e, no mundo da música, já possui 16 produções musicais, entre elas o sucesso Que Tiro Foi Esse, que acumula mais de 230 milhões de visualizações no YouTube

    A verdade é que a presença de Jojo na televisão por si só já incomoda, pois estamos em uma sociedade machista, racista e gordofóbica. Pensar nos significados implícitos em tantos memes se faz necessário sempre.

    Continua após a publicidade
    Publicidade