6 vilões que simplesmente não conseguimos odiar

Por Da Redação Atualizado em 17 ago 2016, 17h24 - Publicado em 18 dez 2015, 16h44

Como sempre, rola uns spoilerzinhos na coluna! Mas somente do que já passou, nada do que ainda vai acontecer… Em todo caso, se você é alérgico a spoilers, melhor seguir com cuidado!

Once Upon a Time finalmente está de volta! E The Vampire Diaries é semana que vem… Uhuuuul!! A fall season 2015-2016 finalmente está a todo vapor e são tantas séries e temporadas novas que a vida volta a ficar colorida e empolgante!

Se você é um Oncer, sabe que nessa temporada (maravilhosa, se for como o primeiro episódio exibido), a Emma vira a Dark One e a Regina vira a mocinha! SAY WHAT?!

E tratando de um mundo sem Elena, em TVD, imagina como o Damon vai estar (arrasado, perdido, sem controle ou todas as alternativas anteriores?).

Ultimamente, essa atração que temos com os vilões nas séries de TV tem me chamado atenção. Claro que não é de hoje que isso acontece, mas a cultura pop ultimamente tem apostado pesado nesses personagens que muitas vezes, chegam a roubar o brilho do mocinho protagonista.

Para explicar essa fascinação pelos vilões, teríamos que entrar em alguns campos de psicologia e mudanças comportamentais e sociais da atualidade. Até Freud tentou explicar! Na minha humilde opinião e observação, isso está diretamente ligado à humanização das personagens.

Nossos vilões estão cada vez mais relacionáveis e fáceis de encontrar pontos para se identificar. Eles já não são caricatos e apenas malvados, como eram demonstrados em novelas, por exemplo. Existe uma racionalização do que os levou a cometer atos de vilania, mas isso não significa que eles sejam apenas seus atos. Ninguém é apenas uma coisa ou sentimento. Todo mundo tem uma história por trás de suas atitudes.

Enfim, são tantos vilões que amamos odiar e outros que odiamos amar que montei uma lista com meus favoritos atualmente. São personagens que não foram planejados para ter todo o destaque que ganharam, ou seja, não eram originalmente os protagonistas, mas ganharam tanta força com boas atuações e construção de personagem bem feita em roteiro que deu no que deu.

1) Damon e Klaus, Vampire Diaries/Originals

Continua após a publicidade

Perdão Stelenas (acreditem, fui Stelena por muuuuuito tempo e ainda sou), mas Damon tem as melhores falas! Não estou (e nem quero) entrando na discussão de quem era melhor para a Elena. Estou apenas constando o fato de que o Damon é um personagem carismático, complexo e interessante. E engraçado. O mais engraçado da série. Até Klaus entrar e ganhar tanto espaço como o vilão que ganhou a própria série depois.

2) Regina e Rumpel, Once Upon a Time

Está aí caso de contar a história por trás da vilania, fazendo com que a gente perdoe os atos de maldade dos vilões porque né? Olha como a Regina e o Rumpelstiltskin já sofreram… Como não amá-los? Mesmo que eles arranquem os corações de algumas pessoas pelo caminho e estraçalhem até virar pó. Acontece….

3) Victoria, de Revenge

A Rainha dos Hamptons era canastrona, cheia de estilo e glamour e tinha um toque de maldade que dava gosto. Até mesmo a Emily/Amanda tinha um certo fascínio e apego com essa mulher…

4) Sadie, de Awkward

Ela é uma bully, abusada, arrogante, insensível e simplesmente maravilhosa! Como não amar Sadie com seus comentários inapropriados e engraçadíssimos! Até mesmo com o namorado dela! Obrigada, Sadie!

5) Helena, de Orphan Black

Nunca, jamais, esquecerei a cena da Helena entrando no banheiro vestida de branco, coberta de sangue e carregando uma faca… Não só eu, já que esse momento foi eternizado com um boneco pop funko (que por sinal, aceitaria super de presente)

6) Louis, de Suits

Lembra quando tudo começou o quanto odiávamos o Louis? Ele ainda consegue fazer umas atrapalhadas que dá agonia, mas aprendemos a amar esse personagem que era para ser vilãozão, mas virou uma espécie de alívio cômico para a série.

Continua após a publicidade

Publicidade