2015 foi o ano em que o Biel caprichou!

Com mais de 40% dos votos no CH Awards, você elegeu o cantor como a revelação nacional

Por Mariana Toledo Atualizado em 17 ago 2016, 18h07 - Publicado em 17 dez 2015, 11h30

Com muitos hits de sucesso somados ao seu jeitinho fofo e divertido de ser, não teve para mais ninguém: 2015 foi mesmo o ano do Biel ! No Capricho Awards, você decidiu: com 46% dos votos, ele é a revelação nacional . Aproveitando esse clima de finalzinho de ano, fomos conversar com o cantor para saber o que ele achou dos últimos meses e quais são seus próximos planos para a carreira. Vem ver!

Você foi escolhido como revelação do ano pelas leitoras. Como se sente com isso?

Isso é muito legal. Esse ano, ganhei alguns prêmios de revelação, o que pra mim é um incentivo para continuar minha carreira, não deixar que isso seja uma coisa passageira. Acho que as pessoas sentem a maneira que eu coloco o meu coração no meu trabalho e isso contagia o público, faz as pessoas gostarem de mim. Eu ganhei o Capricho Awards, um prêmio que sempre via rolando na internet e sonhava em participar. Ganhei o Meus Prêmios Nick, outro prêmio que era um sonho pra mim. É mérito total dos meus fãs e só tenho a agradecer.

Quando você começou a carreira, esperava fazer tanto sucesso?

Sonhar com o sucesso eu sonhava, sim. Eu sonho muito, até hoje. Se eu não sonhar com mais nada, sei lá, já posso morrer, não faria mais sentido. O sonho é o que me mantém vivo, é meu combustível. Todos os dias, quando acordo, não penso só nas obrigações que tenho a cumprir, mas penso em lutar pelo meu propósito, pelas coisas que quero realizar na vida profissional e na pessoal também. É claro que não imaginei que o sucesso viria rápido, mas sonhei com isso, sim.

Como é lidar com isso hoje? Às vezes parece que não caiu a ficha?

É exatamente isso, e na verdade eu espero que essa ficha nunca caia. Eu sou muito feliz por tudo que tenho realizado, cada conquista nova ainda me impressiona. Pode reparar, estou sempre com um brilho no olhar e um sorriso no rosto, e as pessoas percebem isso. Espero que eu nunca perca essas coisas. E mesmo com tudo isso acontecendo, eu ainda vivo perto da minha família e dos meus amigos de sempre. E isso faz toda a diferença para mim.

Qual é o segredo do sucesso do Biel?

Eu quero ser um ídolo real e as pessoas percebem isso, eu acho. Quero passar essa mensagem, de que um garoto comum com seus sonhos também pode chegar lá. Nada é impossível se você acreditar. Acho que essa é a minha fórmula.

Pensando agora no ano que passou, quais foram os melhores momentos?

O contrato com a gravadora e o disco, que eu acabei de gravar. Comemorei muito essas coisas.

E para o próximo ano, quais são os planos?

2015 foi meu ano de plantar e cultivar, de cuidar da minha carreira mesmo. Então agora 2016 vai ser o momento de colher os frutos. Vai ser o reflexo positivo de tudo que plantei. Se tudo der certo, em janeiro já sai meu CD novo, então o ano já vai começar cheio de coisas boas.

Continua após a publicidade

O que você vai fazer na noite de ano novo?

Eu não abro mão de passar essas datas, Natal e Ano Novo, com a minha família. Vivi um ano tão maluco que agora eu só quero relaxar. Quero comer chester, peru, maionese com batata palha e uva passa, ganhar presente e dar risada.

Você tem alguma simpatia de Revéillon?

Sempre passo a virada com o pé direito no chão, conversando com Deus e abraçado com com a minha irmã e os meus pais. É todo um ritual!

Rapidinhas com o Biel:

O artista que eu mais ouvi em 2015 foi… Racionais.

Nunca tinha provado, mas em 2015 me apaixonei por… Comida japonesa.

A música do meu ano de 2015 foi… Vida é Desafio, dos Racionais.

A pessoa mais incrível que conheci em 2015 foi… Xuxa, Jô Soares e Regina Casé.

O melhor conselho que recebi em 2015 foi… “nunca perca esse sorriso no rosto e esse brilho ingênuo do olhar”, da Xuxa.

Quem mais me inspirou em 2015 foi… eu mesmo. Aprendi comigo mesmo a cada dia – antes de dormir, penso no que fiz de errado, para não fazer mais, e no que fiz de certo, para fazer ainda melhor.

O filme que mais amei ver em 2015 foi… A Escola da Vida.

Continua após a publicidade
Publicidade