Você tem só até hoje para emitir o título de eleitor e votar em 2022

Prazo para o alistamento eleitoral de jovens entre 15 e 18 anos termina nesta quarta-feira (4).

Por Andréa Martinelli Atualizado em 3 Maio 2022, 22h20 - Publicado em 4 Maio 2022, 01h00

Atenção jovens entre 16 e 17 anos: se você está acompanhando a cobertura da CAPRICHO, já está sabendo que termina hoje, quarta-feira (4), o prazo de emissão do título de eleitor.

Essa é uma oportunidade para exercer a cidadania de forma ativa ainda nas eleições gerais em outubro de 2022. Nós te mostramos que emitir o documento é muito mais fácil do que parece.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por CAPRICHO (@capricho)

Você sabia que só precisa de três documentos para emitir o seu título?

São eles: documento oficial com foto, comprovante de residência e, para os homens em idade militar, também é preciso ter em mãos o comprovante de quitação do serviço militar.

Com todos os documentos reunidos, os cadastros podem ser feitos on-line pelo sistema Título Net, disponível no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou pelo aplicativo e-Título.

No site, basta procurar pela guia “Serviços ao Eleitor” e clicar na aba “Autoatendimento do Eleitor”, na página inicial do site e, em seguida, selecionar a opção “Tire seu título” e completar o cadastro com todos os seus dados.

A gente explica o passo a passo aqui:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por CAPRICHO (@capricho)

E aqui também – caso você opte por usar o aplicativo e-Título e fazer tudo pelo celular:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por CAPRICHO (@capricho)

Apesar de ter registrado queda, o interesse dos jovens por política tem crescido nos três primeiros meses de 2022. É isso que mostra o levantamento de alistamentos eleitorais entre janeiro e março, realizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O país ganhou 1.144.481 novos eleitores na faixa etária entre 15 a 18 anos. Ou seja, mais de um milhão de jovens se cadastraram.

A procura pelo documento é a maior registrada se comparada às últimas eleições gerais, de 2018 e 2014, quando foram emitidos 877.082 e 854.838 novos títulos, respectivamente.

O tuitaço #RolêdasEleições, do TSE, foi uma das ações que impulsionou o debate sobre o tema nas redes sociais entre o público jovem. A organização Girl Up lançou a ação #SeuVotoImporta, que conta com uma plataforma interativa.

Já a iniciativa multiplataformas #OlhaOBarulinho é outra ação com conteúdos para as redes concentrados na Central do Barulinho – um site que traz informações sobre o documento, além de grupos de discussão no Whatsapp e Telegram. O nome remete ao som que a urna eletrônica emite assim que computamos o voto.

Artistas como Anitta, Bruna Marquezine, Juliette, Larissa Manoela e Luisa Sonza tem papel nisso. Elas espalharam campanha pelas redes sociais usando sua visibilidade para estimular que jovens tirem o título de eleitor.

— Anitta (@Anitta) March 23, 2022

— Anitta (@Anitta) March 23, 2022

Há alguns meses, Luísa Sonza fez uma publicação por meio de stories em sua conta do Instagram. “Vocês, jovens com mais de 16 anos, deveriam tirar o título de eleitor agora, e vocês não estão tirando”, disse no vídeo.

“Então, por favor, tira o título de eleitor, porque esse ano é muito importante e você precisa votar. Não adianta só gritar ‘Fora, Bolsonaro’ nos shows e não tirar o título de eleitor. Façam o favor, jovens.”

E Bruna Marquezine também entrou na onda, retuitando Anitta.

— Bruna Marquezine (@BruMarquezine) March 23, 2022

Juliette lembrou que não é só uma maneira de exercer a cidadania, mas também de fortalecer a democracia:

— Juliette (@juliette) March 23, 2022

E até Leonardo DiCaprio falou sobre. Sim, ele mesmo:

— Leonardo DiCaprio (@LeoDiCaprio) April 28, 2022

E o que dizer de Mark Ruffalo, o Hulk?

Entre os menores de idade o voto é facultativo, ou seja, não é obrigatório. Mas a gente já te explicou, aqui no #CHnaEleição, porque votar é importante, mesmo sem obrigatoriedade.

Aqueles que têm entre 16 e 18 anos podem se cadastrar no TSE e experimentar o período de votação de uma maneira diferente, exercendo a cidadania. Todos que completam 16 anos até o dia 2 de outubro, data em que acontece o primeiro turno da eleição, podem emitir o título.

É isso: tudo começa com o exercício da sua cidadania e com as instruções do site do TSE. Depois, é só caprichar no voto, hein? Clique aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade