O que é preciso fazer agora que eu já emiti meu título de eleitor online?

CAPRICHO te explica em 5 passos como acompanhar o seu pedido junto ao TSE.

Por Andréa Martinelli Atualizado em 29 Maio 2022, 16h34 - Publicado em 6 Maio 2022, 01h00

Entre janeiro e abril deste ano o Brasil ganhou 2.042.817 novos eleitores entre 16 e 18 anos.  Este número é um recorde e apresenta aumento de 47,2% em relação ao mesmo período em 2018, ano em que as últimas eleições gerais ocorreram no país.

Este engajamento é resultado da campanha do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que no início do ano divulgou que o Brasil apresentava o menor índice de alistamento eleitoral entre jovens de 16 e 18 anos nas últimas três décadas (deu pra perceber que o cenário mudou bastante, não é mesmo?).

@capricho É revolucionário, sim! Mais de 2 milhões de jovens emitiram o #títulodeeleitor Clica no link pra saber mais #AgoraVocêSabe #Política #CHNaEleição #Eleição22 #educação @TSEJus ♬ som original – nique.books

No próximo dia 11 de julho, o tribunal tornará público o número oficial de eleitores considerados aptos a votar nas eleições de 2022. Se você deu entrada no seu alistamento eleitoral  – tanto pelo site do TSE ou pelo aplicativo e-Título – e ainda está aguardando resposta, nós te explicamos o que é preciso fazer, além ficar ansiosa para apertar o botão confirma em outubro:

1. Fique de olho no seu requerimento!

Se você já seguiu o passo a passo que a CAPRICHO te ensinou no site ou no aplicativo do TSE, preencheu os dados pessoais exigidos e enviou os documentos, você precisa acompanhar o seu requerimento clicando aqui.

Enquanto sua situação tiver “em análise” é preciso aguardar. Caso a mensagem “finalizado com sucesso” apareça, vem para a dica número dois, que a gente te explica o próximo passo.

2. Faça o download do aplicativo e-Título

Vamos para o passo dois. Caso tenha aparecido “finalizado com sucesso” para você, o caminho é baixar o e-Título e preencher os campos que aparecem com seus dados pessoais novamente. São os mesmos dados que você usou no cadastro anterior, ok?

3. Valide seus documentos junto ao TSE (é tudo online!)

Em seguida, o aplicativo enviará um código de validação para você – é apenas uma forma de confirmar que você é você mesmo e evitar fraudes, ok? Pode confiar.

Continua após a publicidade

Depois, basta entrar no site oficial do TSE e clicar na sessão “Validação de documentos”, no canto direito da tela. Preencha com seus dados novamente e insira o código que o aplicativo já te deu. Combinado? Vamos para o próximo passo.

4. E se minha biometria não for coletada?

Vamos lá. Depois de validar seus dados, você precisa entrar e sair do e-Título novamente. Aí, então, o ideal é aparecer todas as informações do seu título e outras informações sobre o seu cadastro junto à Justiça Eleitoral.

Caso conste no sistema que a sua biometria não foi coletada, fique tranquila. A coleta está suspensa e mesmo quem não registrou este dado pessoal pode votar em 2022.

Agora pronto, você já está com seu título em mãos. A tela do aplicativo vale como documento oficial. Então,  no momento da votação, basta apresentá-lo ao mesário presente e encaminhar para a cabine de votação.

5. Perdi o prazo. E agora, Capricho?

Putz. Agora só ano que vem.

O cadastro eleitoral está fechado para alistamento, transferência e revisão. Quem não solicitou a emissão do título de eleitor ou a regularização do documento cancelado até o dia 4 de maio não poderá votar nas Eleições 2022.

Estes serviços só poderão ser solicitados a partir do dia 8 de novembro, quando o cadastro é reaberto. A atualização de dados cadastrais, inclusão de nome social e transferência do título também só estarão disponíveis novamente após essa data.

Vamos, galera, jovens!

via GIPHY

Continua após a publicidade

Publicidade