Versão feminista do jogo ‘Cara a Cara’ traz Frida Kahlo e Malala Yousafzai

Inspirado no clássico jogo de adivinhação, o "Who's She?" tem apenas mulheres extraordinárias da História como personagens.

Por Amanda Oliveira - 3 dez 2018, 14h45

Quem nunca jogou ou pelo menos ouviu falar sobre o jogo Cara a Cara durante a infância ou adolescência? Lançado na década de 80, o jogo tem como objetivo adivinhar quem é o personagem do seu adversário através de perguntas. Após ganhar versões com personagens da Disney e da Turma da Mônica, a mais recente recebe o nome de “Who’s She?” (Quem é ela?) e aborda personalidades de mulheres feministas que fizeram – e ainda fazem – história no nosso mundo.

Reprodução/Kickstarter/Divulgação

A versão Who’s She foi criada e desenvolvida pela designer polonesa Zuzia Kozerske-Girard. Entre personalidades como a artista Frida Kahlo, a ativista Malala Yousafzai, a astronauta Valentina Tereshkova e a aviadora Amelia Earhart, o jogo traz 28 mulheres de diversas idades, profissões e países com suas conquistas em cartões biográficos.

Na página oficial do jogo na internet, a empresa distribuidora afirma que o objetivo do Who’s She é inspirar, encorajar e reconhecer. Mas, acima disso, o maior objetivo da versão feminista do Cara a Cara é substituir aquelas perguntas do tipo “é loira? É ruiva?” por questões como “já ganhou algum Nobel? Lutou por alguma causa?”.

Reprodução/Kickstarter/Divulgação

Para ser possível desenvolver a versão feminista do jogo, foi criada uma campanha na internet para arrecadar 17 mil dólares. Contudo, o projeto ganhou uma repercussão tão grande que já tinha cerca de 350 mil dólares apenas 8 dias antes da campanha ser encerrada.

O dinheiro arrecadado também facilita e acelera o prazo de entrega das encomendas feitas. Os primeiros lotes do Who’s She já começam a ser enviados neste mês e podem ser entregues em qualquer lugar do mundo, mas, por enquanto, o jogo só está disponível para compra no idioma inglês.

Reprodução/Kickstarter/Divulgação

De acordo com Zuzia, a idealizadora do jogo, o Who’s She foi criado para ser jogado por qualquer pessoa, seja mulher, homem ou criança. “Todos nós precisamos conhecer essas mulheres”, afirma ela em uma declaração no site do jogo.

Que iniciativa incrível! Alguém aí também ficou com vontade de jogar?

 

Continua após a publicidade
Publicidade