Valentina Schulz relembra assédio durante o MasterChef: ‘crime’

Durante participação no 1º MasterChef Júnior, a jovem de 12 anos foi assediada por homens maiores de idade na internet: 'histórias nojentas'.

Por Isabella Otto - 30 jan 2018, 17h58
Promoção CAPRICHO Volta às Aulas 2018
Divulgação/CAPRICHO

Depois de mais de dois anos, Valentina Schulz relembrou o caso de assédio sofrido durante sua participação no programa MasterChef Júnior. Internautas começaram a fazer comentários ofensivos sobre a garota, que, na época, tinha 12 anos de idade. Comentários do tipo: “se tiver consenso, é pedofilia?”. Em seu canal no YouTube, a jovem comentou o ocorrido pela primeira vez e disse que ficou com as emoções bem bagunçadas quando descobriu o que estava acontecendo – e depois veio a entender que o que estava rolando nas redes sociais era um crime.

Reprodução/Reprodução

Os pais de Valentina tentaram a blindar de tudo o que estava acontecendo durante sua participação no programa, para preservar a filha menor de idade, mas foi quase que impossível. “Assédio não é uma coisa que acontece quando você tem 30 anos e está saindo de uma balada às duas da manhã. Não. Acontece quando você é uma criança e está indo para a escola, quando você é um adolescente, acontece de maneira nojenta e em lugares que deveriam ser de confiança”, afirmou a paulista de 14 anos.

No vídeo, Vale ainda conta que, apesar dos comentários criminosos que recebeu nas redes, ficou feliz ao saber que centenas de mulheres a apoiaram e começaram o movimento #MeuPrimeiroAssédio, em que compartilhavam “histórias nojentas”, de acordo com Valentina, sobre assédio sexual. “Eu fiquei muito feliz de ver tanta gente falando sobre uma coisa que afeta a vida de tantas meninas”, garantiu.

Confira abaixo o vídeo completo gravado pela Valentina Schulz, que conta com a participação da Juliana de Faria, do Think Olga:

Continua após a publicidade
Publicidade