Paulo Cupertino, responsável pela morte do ator Rafael Miguel, é preso

O réu estava foragido há três anos e era considerado o criminoso mais temido de São Paulo, segundo lista da Difusão Vermelha

Por Isabella Otto Atualizado em 16 Maio 2022, 18h28 - Publicado em 16 Maio 2022, 18h26

O responsável pela morte do ator Rafael Miguel, Paulo Cupertino, de 50 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (16), em São Paulo, por policiais da 6ª Seccional. Ele foi encaminhado para a Divisão de Capturas, no prédio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde ficará à disposição da Justiça.

Foto de Paulo Cupertino. Ele é um homem branco, com barba grande preta e cabelo curto preto
Polícia Civil/Divulgação

Cupertino estava foragido há três anos, desde quando matou Rafael, de 22 anos, e os pais do jovem, João Alcisio Miguel, de 52, e Miriam Selma Miguel, de 50. Segundo testemunhas, Cupertino não aceitava o namoro da filha, Isabela Tibcherani, com o ator, conhecido por interpretar o personagem Paçoca no remake de Chiquititas, do SBT.

 

Ao chegar na DHPP, o réu, que é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado, disse ser incoente. “Eu não matei ninguém”, declarou. A Polícia Civil acredita que ele tenha disparado 13 tiros em direção às vítimas.

Desabafo de Isabela sobre a prisão do pai, Paulo Cupertino, nas redes
Instagram/Reprodução

O crime ocorreu no bairro da Pedreira, na Zona Sul de São Paulo, no dia 9 de junho de 2019. Nas redes sociais, Isabela reagiu à notícia da prisão de Paulo: “Fui informada do ocorrido. Não consigo falar muito a respeito agora, mas quero agradecer todas as mensagens e todo o apoio. É uma mistura muito grande de sentimentos e agora preciso de espaço”, escreveu.

Continua após a publicidade

Publicidade