Najila Trindade sobre fim do Caso Neymar: “Sabia que não haveria justiça”

A modelo disse que fez o boletim de ocorrência mais por uma questão de honra, pois estava desacreditada da Justiça: "A palavra dele vale mais"

Por Isabella Otto - Atualizado em 14 ago 2019, 19h18 - Publicado em 14 ago 2019, 15h30

Depois de dois meses bastante intensos judicialmente para Najila Trindade e Neymar Jr., acusado de estupro pela modelo, o caso em questão chegou ao fim e foi arquivado pelo Ministério Público de São Paulo. Não significa que ele não possa ser reaberto caso uma nova prova consistente apareça, mas todo mundo sabe que é bem difícil que isso aconteça, inclusive Najila, que falou oficialmente pela primeira após o arquivamento do caso, no 11º Distrito Policial de São Paulo, na última terça-feira, 13.

Reprodução/Reprodução

Trindade garantiu que o boletim de ocorrência foi feito em um momento de explosão, porque, no fundo, sabia que ele não daria em nada. “Eu sabia que não haveria justiça”, disse a jovem, que falou que prestou a denúncia mais por uma questão de honra.

Para Najila, que esteve com Neymar em Paris em maio, o arquivamento do caso se deu por falta de provas, mas também porque a palavra do jogador vale mais do que a dela. “É o caso de um jogador e eu sou só uma pessoa de família humilde. É muito mais fácil arquivar do que ir atrás da verdade“, desabafou.

Neymar também já se pronunciou após o arquivamento do caso. O atleta, mais uma vez, acusou Najila Trindade de ser interesseira, falou em uma cicatriz que jamais vai sarar e ainda disse que não está feliz com o fim da história, apenas aliviado. A modelo, que está sendo investigada por uma possível falsa acusação, deve retornar à delegacia para responder pelo processo.

Publicidade