Continua após publicidade

Minha amiga adora me copiar

Mesmas roupas, mesma balada, mesmos livros e filmes favoritos. Sua BFF insiste em fazer tudo igual a você? Isso nem sempre é uma coisa legal...

Por Da Redação Atualizado em 25 ago 2016, 00h22 - Publicado em 22 jul 2013, 18h55

Você está toda animada para estrear sua bota caubói nova na balada. E você não só faz isso como arrasa! Pena que, no dia seguinte, sua amiga aparece com uma igualzinha na escola. Se fosse só isso, tudo bem. Afinal, a bota está na moda mesmo. O complicado é que ela também está imitando suas roupas, as gírias que você fala, as bandas que curte e, agora, até gosta do mesmo garoto.

É mesmo duro conviver com uma amiga que insiste em ser um clone seu! A Ana Luísa Melo, 16 anos, da Galera CAPRICHO, sofreu com isso. “Esse negócio de amiga copiona já me fez praticamente perder uma amizade. Desde a 5ª série, sempre fui meio maluquinha e alternativa. Na 7ª série, uma amiga minha começou a fazer TUDO igual a mim: eu fazia cadernos com capas cheias de fotos de bandas e ela fazia igual. Eu cortava o cabelo diferente e ela fazia igual. Eu falava gírias da internet e ela falava igual. Acabou que eu perdi a paciência totalmente pra ela. Eu acho que as pessoas às vezes confundem achar legal com ter que fazer igual.”

Por que uma garota copia outra?

É claro que uma menina só copia você porque acha o seu jeito legal. E, na cabeça dela, ser o mais parecido possível com você a torna interessante também. Quando a gente entre na adolescência, é comum ter uma pequena crise de identidade e ficar um pouco perdida, em busca de referências de como ser e como se comportar. E é natural buscar a resposta em alguém da turma. Tudo bem copiar uma ou outra coisa – ainda mais as que estão na moda. Agora, se a menina passa a imitá-la em tudo, não rola. Até porque, assim, você perde a sua individualidade também, não é?

Como lidar com a questão?

Se você pedir que a menina para de te copiar, só vai deixá-la se sentindo ainda pior. Afinal, ela te imita justamente porque se sente insegura. A saída mais diplomática para lidar com o caso é ajudar a garota seu próprio estilo. Fale de personalidades que se vestem de um jeito legal, mostre referências em revistas, elogie a garota quando ela se vestir com mais personalidade. Assim, ela vai ganhando confiança para ser quem é de verdade, até na hora de falar das bandas que curte.

Sou eu quem copia…

Não há nada de errado em se inspirar em um look da sua amiga ou gostar da mesma banda que ela. Agora, o que não pode acontecer é usar uma garota como espelho, copiando o visual e as atitudes dela. Ao fazer isso, você anula a sua personalidade e corre o risco de se sentir cada vez mais inferiorizada, já que nunca será igual ao que tem como modelo de menina ideal. Tem como resolver a questão exibindo mais seus gostos pessoais. Ou seja, arriscando-se mais na hora de se vestir ou de fala do som que curte. Caso tenha medo de se expor assim, pode ser legal falar com um psicólogo. 

Quem deu as informações: Lucia Maiochi, orientadora educacional do Colégio Bandeirantes, em São Paulo, e Maria Inês Bittencourt, professora do departamento de psicologia da PUC-RJ.

Publicidade