Homem que agrediu mulher no primeiro encontro tinha passagem pela polícia

Vinícius Batista Serra espancou o irmão deficiente e foi denunciado pelo próprio pai.

Por Isabella Otto - Atualizado em 20 fev 2019, 12h02 - Publicado em 19 fev 2019, 11h41

No último sábado, 16, a empresária Elaine Caparroz, de 55 anos, foi espancada durante quatro horas por Vinícius Serra, de 27, com quem estava tendo um primeiro encontro. O crime repercutiu na internet e o criminoso alegou que teve um “surto psicótico” estimulado pela bebida alcoólica. Vinícius, contudo, já entrou no prédio da vítima dando um nome fictício ao porteiro, deixando claro que talvez já tivesse a intenção de cometer algum crime naquela noite.

Reprodução/Reprodução

Na última segunda, 18, tornou-se de conhecimento público que o rapaz já tinha uma passagem pela polícia, após agredir o próprio irmão. De acordo com informações do jornal O Globo, Zacarias Batista de Lima, pai de Vinícius, foi quem prestou a queixa no dia 8 de fevereiro de 2016. Zacarias, contudo, desistiu da denúncia após ela ter chegado ao Juizado Especial Criminal.

Na delegacia, o pai disse que o filho andava “destemperado” e que dizia que o irmão, que é deficiente, o tinha roubado. Durante a confusão, sobrou até para o pai, que levou um soco do filho, que pratica jiu-jitsu.

Pelo caso Elaine, Vinícius Serra vai responder por tentativa de feminicídio. A empresária carioca ficou tão desfigurada que vai precisar passar por cirurgias reparadoras. “Não consigo reconhecer minha própria irmã”, disse irmão da vítima ao encontrá-la pela primeira vez após o crime.

Publicidade