Histórico! Oscar tem recorde de maior número de prêmios dados a mulheres

Além do recorde feminino, a edição de 2019 da premiação também foi a que mais premiou pessoas negras.

Por Amanda Oliveira Atualizado em 25 fev 2019, 13h18 - Publicado em 25 fev 2019, 13h13

Além de ter sido uma noite muito especial para os indicados e premiados do Oscar 2019, a edição deste ano também foi repleta de representatividade. Em noite histórica, esta foi a edição da premiação que mais entregou prêmios a mulheres e pessoas negras. E prêmios muito merecidos, viu?

Lady Gaga no Oscar 2019. Jeff Kravitz/FilmMagic/Getty Images

No ano passado, uma pesquisa revelou que apenas 19% das indicações nas categorias gerais do Oscar (que não julgam atuação), eram de mulheres. E não é por falta de mulheres trabalhando atrás das câmeras, porque elas certamente estão lá. Quantas vezes você já ouviu falar de uma mulher sendo premiada por melhor direção? Ou melhor roteiro?

Até a última edição, o recorde de mais premiações para mulheres havia sido em 2007, com 12 estatuetas entregues para profissionais do sexo feminino. Em 2015, a premiação atingiu o mesmo número. Já o recorde de pessoas negras havia sido batido em 2016, com apenas 5 premiados.

  • O Oscar 2019 fez história ao premiar 15 mulheres e 7 pessoas negras. Confira os nomes:

    MULHERES PREMIADAS:
    Ruth Carter, figurino por Pantera Negra;
    Regina King, atriz coadjuvante por Se a rua Beale falasse;
    Elizabeth Chai Vasarhelyi e Shannon Dill, documentário por Free Solo;
    Rayka Zehtabchi e Melissa Berton, documentário curta-metragem por Absorvendo Tabu;
    Kate Biscoe e Patricia DeHaney, maquiagem por Vice;
    Hannah Beachler, direção de arte por Pantera Negra;
    Domee Shi e Becky Neiman-Cobb, curta de animação por Bao;
    Jaime Ray Newman, curta por Skin;
    Nina Hartstone, edição de som por Bohemian Rhapsody;
    Olivia Colman, melhor atriz por A Favorita;
    Lady Gaga, canção original por “Shallow” de Nasce uma Estrela.

    PESSOAS NEGRAS PREMIADAS:
    Regina King, melhor atriz coadjuvante por Se a rua Beale falasse;
    Mahershala Ali, melhor ator coadjuvante por Green Book: O Guia;
    Spike Lee, roteiro adaptado por Infiltrado na Klan;
    Kevin Willmott, roteiro adaptado por Infiltrado na Klan;
    Hannah Beachler, direção de arte por Pantera Negra;
    Ruth Carter, figurino por Pantera Negra;
    Peter Ramsey, animação por Homem-Aranha no Aranhaverso.

    Continua após a publicidade
    Publicidade