Há pelo menos 36 civilizações alienígenas na Via Láctea, dizem cientistas

E todas elas poderiam ser contatas por nós humanos. Saiba mais sobre o estudo!

Por Isabella Otto - Atualizado em 28 jun 2020, 16h00 - Publicado em 27 jun 2020, 10h09
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Se você adora assuntos sobre extraterrestres, vai ficar feliz com mais esse estudo, publicado recentemente na revista científica The Astrophysical Journal. Pesquisadores da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, concluíram que pode existir pelo menos 36 civilizações alienígenas na Via Láctea, galáxia em que vivemos.

Esta é a representação da Via Láctea MARK GARLICK/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

A pesquisa foi liderada pelo professor de astrofísica Christopher Conselice e mostrou ainda que todas essas civilizações poderiam ser contatadas pelos terráqueos, levando em conta, é claro, a premissa de que a vida inteligente se deu em outros planetas de maneira semelhante à que se deu na Terra.

“Se descobrirmos que a vida inteligente é comum, isso revelaria que nossa civilização poderia existir há muito mais do que apenas algumas centenas de anos. Contudo, se descobrirmos o contrário, que não há civilizações ativas na nossa galáxia, isso é um mau sinal para a nossa própria existência a longo prazo”, explicou o professor Conselice.

 

Para fazer os cálculos, os cientistas usaram o princípio da mediocridade, de Nicolau Copérnico, um conceito filosófico que defende que outros planetas são capazes de abrigar vida inteligente, e a equação de Drake, do astrônomo Frank Drake, que enumera os 7 fatores essenciais para que um planeta desenvolva vida inteligente.

“Tendo em conta que são necessários uns 5 bilhões de anos para que se forme vida inteligente, deve haver, ao menos, umas poucas dezenas de civilizações ativas na nossa galáxia”, esclarece o astrofísico, que não descarta a possibilidade desse número chegar a 211 civilizações. Mas 36 é o mais provável mesmo.

Emocionante, não?

O Rajesh Koothrappali que o diga! GIPHY/Reprodução
Continua após a publicidade
Publicidade