Governo Bolsonaro suspende edital de apoio a séries e filmes LGBT

"Não tem cabimento fazer um filme com esse tema", disse Jair Bolsonaro.

Por Amanda Oliveira - Atualizado em 8 jul 2020, 11h42 - Publicado em 22 ago 2019, 12h20

Você deve ter notado que muitas coisas aconteceram no Brasil nos últimos dias. A principal e mais preocupante delas é a situação da Amazônia, maior floresta tropical do mundo, que está queimando há quase 20 dias. Essas queimadas, que também foram responsáveis pela morte de vários animais que viviam na floresta, chegaram até a provocar um anoitecer mais cedo em algumas regiões do Sudeste, na última segunda-feira. A fumaça, inclusive, já pode ser vista do espaço, de acordo com a NASA.

Mas, enquanto boa parte do mundo está olhando para a nossa Amazônia, algumas mudanças na política brasileira foram feitas. Teve um projeto de lei que favorece e classifica vaquejadas e rodeios como “patrimônio cultural” sendo aprovado, por exemplo. Já na última quarta-feira, o governo decidiu suspender o edital de apoio a filmes e séries sobre diversidade de gênero e sexualidade, após o presidente Jair Bolsonaro ter criticado produções com temática LGBT.

Reprodução/Getty Images

A suspensão do edital lançado em 2018 para selecionar produções nacionais com temática LGBT que receberiam recursos do Fundo Setorial do Audiovisual aconteceu dias depois do presidente Jair Bolsonaro dizer que não permitiria que a Agência Nacional do Cinema (Ancine) liberasse verbas para produções LGBT. “É um dinheiro jogado fora. Não tem cabimento fazer um filme com esse tema“, disse em uma transmissão no Facebook.

Entre as 14 categorias das produções audiovisuais que receberiam apoio do edital estão diversidade de gênero, sexualidade, raça, sociedade e meio ambiente, manifestações culturais, qualidade de vida e biográfico.

Continua após a publicidade

A suspensão tem o prazo de 180 dias, prorrogável por igual período. De acordo com o texto, ainda haverá uma “revisão de critérios e diretrizes para a aplicação dos recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, bem como que sejam avaliados os critérios de apresentação de propostas de projetos, os parâmetros de julgamento e os limites de valor de apoio para cada linha de ação”.

No Twitter, Jair Bolsonaro reforçou a notícia sobre a suspensão do edital e manteve o tweet fixado durante o dia, parecendo satisfeito e orgulhoso da decisão.

Qual sua opinião sobre o assunto?

Publicidade