Gabriela conta reação da mãe após ela dizer que era lésbica: ‘Me libertei’

Sister relembrou o momento em que percebeu que gostava de meninas e disse que chegou a desabafar com um padre na época.

Por Da Redação 16 fev 2019, 13h14

Para quem é LGBTQ+, revelar a sexualidade para os pais nunca é uma tarefa fácil e tranquila. Para Gabriela, participante do Big Brother Brasil 2019, não foi nada diferente. Em conversa com Rodrigo, a sister contou como foi o momento em que ela percebeu que era lésbica, desde a sua própria aceitação até a decisão de falar com a mãe.

Reprodução/Twitter

Quando eu percebi que gostava de meninas, eu comecei a ir à igreja, pedir para tirar isso de mim, eu tinha uns 13 anos. Rezava, rezava, pedia, pedia… Que estava errado, que minha mãe ia ficar chateada“, Gabi conta. Lá, ela decidiu desabafar com um padre, que era amigo de sua mãe, no confessionário da igreja. “Falei para ele que estava errada, que estava sentindo coisas estranhas há muito tempo, que eu não queria sentir, que queria dar um exemplo pra minha mãe”, lembra.

Emocionada, Gabriela conta que o padre mostrou apoio e compreensão. “Ele disse: ‘Você acha que isso é seu maior erro? Ninguém escolhe quem vai gostar, em quem a gente vai sentir amor’. Ele disse que isso não está errado e que eu estava me torturando à toa, me machucando à toa”, narra. O padre, então, disse que estava feliz por ela ter desabafado com ele, mas que Gabi precisava falar com a mãe.

  • Ainda assim, Gabi demorou um tempo para criar coragem e falar com a mãe. Antes disso, ela conversou com o padrasto. “Ele sentiu que eu estava fechada. Aí fui dar uma volta com ele na fazenda“, diz. Foi quando ele contou a história de um amigo que descobriu que a filha era lésbica e estava muito feliz, porque agora os dois conversavam mais e tinha sido uma coisa boa. Com isso, a sister entendeu sobre o que a conversa se tratava. “Eu disse: ‘Você está jogando indireta pra mim? Ele: ‘Lógico que não. Por que? Você é? Daí eu disse: ‘Eu sou’. Ele: ‘A gente já sabe, só estamos esperando você contar’. Eu falei para minha mãe e ela disse para eu seguir a vida. Daí eu me libertei”, lembra.

    Que apoio lindo a Gabi recebeu nesse momento tão importante. Bom seria se todas as pessoas agissem assim, não é? #LoveIsLove

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade