6 formas de cuidar da saúde mental com tanta notícia ruim no mundo

Estudos indicam que acompanhar a avalanche de acontecimentos globais pode desencadear ciclos de tristeza e angústia; saiba como lidar!

Por Bruna Nunes 15 jun 2022, 16h56
Emoção, rosto, expressão, frustração, ataque de pânico, estresse mental, conceito de ansiedade. Personagem de adolescente de menina jovem ansiosa preocupada olhando estressado e nervoso com as mãos na boca, roer unhas.
Aleksei Morozov/Getty Images

Você sabia que consumir notícias desagradáveis em excesso pode gerar um ciclo de angústia? Pois é, imagine só: dois anos de pandemia, rumores sobre uma 3ª Guerra Mundial, crises ambientais, pessoas morrendo de frio nas ruas… Às vezes, a sensação é de que a paz e até mesmo a felicidade estão mais longe do que nunca, né?

De acordo com um estudo publicado pela Universidade da Califórnia, acompanhar os acontecimentos globais, apesar de necessário, pode realmente causar ou agravar os sintomas da ansiedade.

Em entrevista para a CAPRICHO, Denize Savi, especialista em Ciência da Felicidade, com MBA em Psicologia Positiva, Neurociência e Comportamento, dá algumas dicas de como lidar com esse cenário tóxico.

1. Entenda que não somos positivos o tempo todo – e tá tudo bem!

A especialista explica que as notícias negativas têm um maior impacto emocional e neurológico, fazendo com que o ser humano tenha a tendência a ser negativo.Tendo consciência disso, passamos a ser mais vigilantes com os nossos pensamentos. É importante lembrar que pensamentos são só pensamentos, não verdades absolutas. Não precisamos nos identificar com eles; precisamos apenas ter a atitude de deixá-los ir, sem julgamentos, simplesmente retornando a atenção para onde ela estávamos antes”.

2. Atualize-se com consciência

É fato que alguns veículos podem não ter muita sensibilidade na hora de noticiar tragédias e fatalidades, justamente por buscarem audiência e cliques. Por isso, atente-se em buscar fontes confiáveis e que te deixem confortável na hora de se informar. Outra coisa importante é não se pressionar. Alguma notícia em específico está te deixando mais angustiada? Faça uma pausa, respire, dê um tempo, permita-se distrair um pouco.

3. Não durma/acorde já se enchendo de notícias

Ainda falando sobre se informar com consciência, é importante ter cuidado para não encher sua mente com coisas logo antes de dormir ou ao acordar. “Ler, ouvir ou assistir notícias ruins logo de manhã desencadeia sintomas de ansiedade e tristeza que podem permanecer o dia todo. A gente já começa o dia olhado o mundo de maneira negativa”, alerta Denize. 

Continua após a publicidade

4. Use técnicas de mindfulness, como a “Pausa Transacional”

As técnicas de mindfulness são métodos de treinamento mental que te ajudam a tranquilizar a mente. Uma das recomendações da especialista é a “Pausa Transacional”, que são micro-intervalos entre uma tarefa e outra para respirar. “Praticar respirações profundas ajudam muito., ainda mais durante crises de ansiedade”, garante a pesquisadora.

Para realizar a técnica, use o tempo de quatro segundos para cada passo:

  • inspire e segure contando até quatro;
  • agora expire contando até quatro;
  • com o pulmão vazio, segure a respiração por quatro segundos;
  • repita o processo de 3 a 5 minutos. 

5. Organize os hábitos do dia a dia 

Cuidar dos seus hábitos é um ponto fundamental para sua saúde mental. Separe um tempo para ler as notícias do dia, para praticar exercícios, para comer, etc. Respeite seu tempo e seu limite. Tudo isso te ajuda a aliviar a tensão.

6. Exercite seu otimismo 

Tá bom, pode parecer papo de positividade tóxica, mas nem sempre é assim. No nosso primeiro tópico, te falamos sobre o quanto é importante entender que, às vezes, teremos pensamentos negativos – mas que também não podemos deixar que eles nos dominem. Exercitar seu otimismo não é necessariamente ver um lado bom em literalmente todas as coisas. 

“A Psicologia Positiva oferece várias ferramentas de incremento de bem-estar e qualidade de vida, a partir do desenvolvimento de forças como amor, gratidão, otimismo e a resiliência. Através das quais é possível ver o mundo com outros olhos. Não os olhos de quem se aliena, pelo contrário, os olhos de quem está mais do que atento para ajudar a transformar o mundo num lugar melhor.” pontua a profissional. 

É importante frisar que os conteúdos da CH não substituem de qualquer maneira um atendimento profissional. Caso seus sintomas de ansiedade permaneçam, busque ajuda, combinado?

Continua após a publicidade

Publicidade