Estas influenciadoras mandaram a real sobre Lollapalooza e acessibilidade

Lorena Eltz e Pequena Lo apontaram constrangimento e acesso precário para pessoas com deficiência.

Por Bruna Nunes Atualizado em 31 mar 2022, 18h47 - Publicado em 31 mar 2022, 18h33

 

Lorena está perto do palco onix do festival Lollapalooza. Ela está com uma blusa de tule amarela com estampas. Ela tem cabelos ruivos e curtos.
Lorena assim que chegou no Lolla Reprodução/Lorena Eltz/Instagram

 

As influenciadoras Lorena Eltz, 22, e Pequena Lo, 26, passaram por situações desagradáveis no Lollapalooza no último final de semana e apontaram erros na estrutura do festival, como falta de acesso e constrangimento a pessoas com deficiência. Lorena é ostomizada – o que significa que ela usa uma bolsa ligada ao seu intestino – e Lo tem uma doença nos ossos e se locomove com um veículo motorizado.

“Eu tava muito muito animada para o evento mas vocês sabem que eu tenho uma deficiência e a acessibilidade lá deixou muito a desejar”, afirmou Lorena em uma publicação no seu stories do Instagram.

Durante o evento, ela não achou nenhum banheiro próximo para realizar seus procedimentos de higiene e a bolsa acabou vazando. “Para quem usa bolsinha, andar muito e ficar sem banheiro são coisas que não rolam. Não vi um banheiro perto dos lugares que passei, só na saída depois de caminhar mais de 15 minutos”, escreveu.

Ela contou que contou com a ajuda de amigas e voltou para casa chorando. “Ter quase 22 anos e se cagar nas calças no meio de um festival não é algo que eu como mulher PCD (pessoa com deficiência) gostaria de ter passado. E achei a estrutura de um evento tão grande deixando muito a desejar”, continuou. 

Lorena contou que teve crises de ansiedade, o que fez com que ela não conseguisse comparecer aos outros dias do festival. Em um vídeo no seu perfil, ela compartilha ainda que foi “sabendo que era um festival de música em um lugar gigante”, mas não imaginava que não encontraria banheiro, água ou filas com prioridade para pessoas com deficiência

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Lorena Eltz (@lorenaeltzz)

Após o relato, assim como ela, outras pessoas apontaram falhas na acessibilidade de modo geral no evento: filas enormes, banheiros distantes e falta de variedade nos alimentos para quem tem restrições, por exemplo.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

 

Já Pequena Lo – que sofre de uma síndrome rara que afeta seus ossos e que usa um veículo motorizado para se deslocar –  foi ao festival a trabalho, porém, teve dificuldades para se locomover. Ela contou que, em um determinado momento, foi carregada por um homem desconhecido.

Assim como Lorena, ela compartilhou a situação nas redes sociais e foi criticada por reclamar seus direitos. 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Em comunicado à imprensa, equipe do Lollapalooza não respondeu pontualmente sobre o caso das influenciadoras em questão e justificou reforçando que “tem como compromisso realizar um evento inclusivo, em que todos são bem-vindos”. A organização do festival ainda afirmou que “a cada ano, se esforça por melhorias”.
Continua após a publicidade

Publicidade