Esposa do “Serial Killer de Brasília” teme morte do marido e vida da filha

"É uma bebê que quase todos os dias chama por ele", desabafa jovem de 19 anos, que tem uma filha de 2 anos com Lázaro Barbosa, de 32

Por Da Redação 17 jun 2021, 12h36
Ao centro, modelo usa cropped azul de manga comprida. Ela está com uma das mãos na cintura, sorrindo. De um lado, a frase
Marisa/Divulgação

As buscas por Lázaro Barbosa Souza, de 32 anos, conhecido como o “Serial Killer de Brasília”, continuam a todo vapor no Distrito Federal e também em Goiás, onde o assassino foi visto pela última vez. Em entrevista ao Correio Brasiliense, a esposa do procurado, que tem 19 anos, diz temer a morte do marido, com quem tem uma filha de 2 anos. “Temos medo de receber a notícia de que ele morreu”, disse a jovem, que preferiu não ser identificada.

Segurança Pública de Goiás e do DF durante ação na tentativa de localizar o assassino em série
Segurança Pública de Goiás e do DF durante ação na tentativa de localizar o assassino em série Secretaria de Segurança Pública de Goiás/Divulgação

A mulher de Lázaro ainda revelou que gostaria de participar das buscas pelo parceiro junto das autoridades, na esperança de que assim ele se entregue. “Se a gente tivesse a oportunidade de ir com a polícia ara o meio do mato, para convencê-lo a se entregar. A gente não sabe o que aconteceu na mente e no coração dele. A ficha não caiu”, lamentou.

A jovem mãe teme ainda pelo futuro da filha. “Ela é muito apegada ao pai”, falou. “É uma bebê que quase todos os dias chama por ele. Isso me corta tanto. Está todo mundo arrasado”.

  •  

    Quando questionada sobre Lázaro Barbosa ter algum tipo de envolvimento com rituais satânicos, a mulher afirmou que o marido tem “uma fé em Deus muito grande”.

    Continua após a publicidade

    Na última quarta-feira, 16, o pai do “Serial Killer de Brasília” desculpou-se em rede nacional pelo que o filho vem fazendo: “Peço desculpa por seu pai de uma pessoa desequilibrada, assassina e que eu considero um monstro”, disse em entrevista ao Cidade Alerta.

    O criminoso foi visto pela última vez na região de Edilândia, zona rural de Goiás. Lá, ele fez de refém uma família, que foi salva por uma equipe policial que entrou em ação. Um policial, contudo, acabou sendo baleado de raspão e Lázaro conseguiu fugir novamente. As buscas, no momento, estão concentradas no vale do Girassol, distrito de Cocalzinho (GO).

    Continua após a publicidade
    Publicidade