Entenda o que é a Marcha das Mulheres

A manifestação a favor do direito das mulheres começou nos Estados Unidos e se estendeu pelo mundo

Por Gabriela Zocchi Atualizado em 21 jan 2017, 18h14 - Publicado em 21 jan 2017, 17h39

Se você ligou a TV, o computador ou o celular neste sábado (21), deve ter visto notícias sobre uma tal Marcha das Mulheres (Women’s March) que está acontecendo em diversas cidades do mundo. Está sem entender muito bem o que está rolando? A CAPRICHO te explica!

View this post on Instagram

Estamos em Los Angeles acompanhando tudo o que acontece na #marchadasmulheres. Quer ficar por dentro da manifestação? Então se liga no nosso Stories! 👊💁(via @luizaflorence) #girlpower #womensmarch

A post shared by CAPRICHO (@capricho) on

A manifestação, marcada para acontecer um dia após a posse de Donald Trump, é um protesto a favor dos direitos das mulheres, da igualdade e da tolerância. Acima de tudo, a Marcha das Mulheres tem como objetivo “lutar pela justiça social e por questões de direitos humanos que vão desde raça, etnia, gênero, religião, imigração e assistência médica”, disse uma das organizadoras do evento, Linda Sarsour, ao jornal The Guardian.

Foto: Luiza Florence
Foto: Luiza Florence

Tá, mas o que isso tem a ver com o novo presidente dos Estados Unidos? Bem, para início de conversa, Donald Trump já fez inúmeros comentários machistas e misóginos publicamente, não só quando trabalhava como empresário, mas também quando já concorria à presidência dos EUA, o que deixou muitas mulheres inconformadas (e com razão, né?).

Continua após a publicidade

Além disso, o primeiro ato de Trump como presidente foi mudar o Obamacare, plano criado por Obama para garantir o acesso de toda população aos hospitais e tratamentos médicos. Em seus discursos e entrevistas, Trump também declarou que pretende deportar cerca de 3 milhões de imigrantes por ano dos Estados Unidos e ameaçou proibir a entrada de muçulmanos no país.

View this post on Instagram

Standing with her –>🗽for liberty and justice for ALL. 🌈🙅🏽#womensmarchonnyc #womensmarch #lovetrumpshate #democracy #getyourrosariesoffmyovaries

A post shared by Virginia Gil (@virginwrites) on

A Marcha das Mulheres, planejada para acontecer inicialmente em Washington, onde fica o presidente, se estendeu pelo mundo. Ao todo foram organizadas cerca de 670 marchas em cidades dos Estados Unidos, da Austrália, da África e da Europa, e estima-se que mais de dois milhões de pessoas tenham saído às ruas para protestar.

O mais legal é que muitos homens apoiaram os protestos e também carregaram cartazes e faixas a favor das mulheres e da diversidade. Afinal, juntos somos mais fortes!

volta-as-aulas
Continua após a publicidade
Publicidade