Duas teorias fofas sobre a série Julie and the Phantoms e seus personagens

Em seu primeiro post no Blog da Galera, Amanda Furniel se apresenta e fala sobre a série que roubou seu coração: Julie and the Phantoms!

Por Da Redação Atualizado em 6 jan 2021, 10h41 - Publicado em 6 jan 2021, 13h01
topo da galera laisa
Barbara Marcantonio/CAPRICHO

Olá, meus amores! Tudo bem? Me chamo Amanda Furniel, tenho 17 anos e sou uma carioca perdida em São Paulo. Estou extremamente feliz de fazer parte da Galera CH, de poder vir aqui e escrever para vocês tudo o que se passa nessa minha cabecinha doida. Hoje eu vou falar um pouquinho de mim, para que vocês possam me conhecer mais e descobrirem o que temos em comum… O que acham?! Depois de fazer uma breve apresentação, vou dar um gostinho de como vão ser as minhas postagens por aqui. Bora la?

Duas teorias fofíssimas sobre a série Julie and the Phantoms e seus personagens
Essa à direita sou eu participando de uma peça Arquivo Pessoal/@_afurniel_/Reprodução

Para começo de conversa, eu tenho uma afinidade muito grande com a escrita. Eu penso no ato de escrever como uma forma de expandir o meu “eu” e me libertar (tenho alguns poemas e contos que de vez em quando vou vir aqui mostrar para vocês!). A música também ocupa um grande espaço dentro de mim. É por meio dela que eu me expresso. Cada letra, cada melodia, cada canção que está na minha playlist possui um significado especial. E falando em me expressar, eu amo atuar! Subir no palco e poder ser mil em uma pessoa só é simplesmente a melhor sensação no mundo! A emoção, a adrenalina e a felicidade que despertam em mim é inigualável. E, como a maioria de vocês, eu adoro em bom filme e uma boa série para passar o tempo. O universo cinematográfico também é uma das minhas paixões, em que os filmes antigos e musicais ocupam um lugarzinho privilegiado dentro do meu coração. E eu não posso deixar de fora os livros, né? Cada obra que eu termino é como se fosse um pedacinho meu se encaixando no lugar. Em resumo: eu sou uma menina bem intensa com muito a falar, apaixonada pela Lua e que está doida para dar voz a todas vocês. Espero poder me conectar com cada uma e representar todas da melhor forma possível!

E agora chega de enrolação e vamos ao que interessa! Vou falar sobre um musical que tem um espacinho especial no meu coração: Julie and The Phantoms!!!

Duas teorias fofíssimas sobre a série Julie and the Phantoms e seus personagens
Julie and the Phantoms/Netflix/Divulgação

A série estreou no dia 10 de setembro de 2020 e conta a história de Julie, que, após perder sua mãe, perde sua paixão pela música. É só quando ela conhece três músicos fantasmas que reencontra sua conexão com a música e, assim, eles decidem formar uma banda juntos.

Com músicas eletrizantes e episódios cativantes, Julie e seus fantasmas feitos de “ar fofo” ganharam nossos corações durante essa quarentena e invadiram nossas mentes nos fazendo especular sobre diversas teorias. Hoje, eu trouxe algumas delas e outras curiosidades para controlar nosso anseio por uma nova temporada.

  •  

    Continua após a publicidade

    Começamos nosso tour pelas curiosidades com a nossa queridíssima Madison Reyes, a Julie. A série foi seu primeiro trabalho profissional, ou seja, foi a primeira vez dela na correria que é esse mundo de gravação/filmagens. Kenny Ortega, um dos produtores executivos e diretores da série, ficou impressionado com a forma que a atriz e cantora lidou com sua primeira experiência no ramo. “Essa menina nunca foi exposta a filmagens ou gravações, e você nunca diria isso(…) Então, ganhamos na loteria com ela”, disse Ortega. Kenny também foi diretor dos nossos queridíssimos filmes da franquia de Descendentes, e ele trouxe alguns membros do elenco dos filmes para fazer parte desse seu novo projeto. Booboo Stewart interpretava o filho do vilão Ja’Far, Jay, e agora ganha nossos corações como Willie; o ator que interpreta o fantasma vilão Caleb na série, deu vida ao pai da Mal em Descendentes 3, o temido Hades; e a nossa fada sensata Flynn é interpretada pela lindíssima Jadah Marie, que também faz parte do terceiro filme de Descendentes como a Celia.

    Agora bora focar nas teorias do seriado? Vamos à primeira delas. Vocês lembram que a Flynn estava sempre usando um colar de cadeado?

    Duas teorias fofíssimas sobre a série Julie and the Phantoms e seus personagens
    Julie and the Phantoms/Netflix/Divulgação

    E vocês repararam também que o Willie usa um colar parecido, só que com uma chave ao invés de um cadeado?

    Duas teorias fofíssimas sobre a série Julie and the Phantoms e seus personagens
    Julie and the Phantoms/Netflix/Divulgação

    Então, minha gente, essa teoria explica que eles são irmãos, que um colar completa o outro, e que o assunto inacabado do Willie seria encontrar a irmã. Tcharãn!

    Agora vamos à próxima teoria, uma para aquecer nossos corações de tão fofinha. No início da série, os meninos da banda deduzem que o motivo de poderem pegar em seus instrumentos, tocá-los e poderem ser ouvidos quando tocam, é porque estão conectados à música e aos seus respectivos instrumentos. No último episódio, Julie consegue finalmente tocar nos meninos, libertando-os do encantamento de Caleb. Uma das explicações para isso é que os meninos passaram a fazer parte da vida da Julie, eles desenvolveram uma conexão e um amor muito forte entre eles quatro, e o medo da Julie de perdê-los evidenciou todos esses sentimentos, tornando os meninos parte dela. Uma preciosidade de teoria, né?

    Duas teorias fofíssimas sobre a série Julie and the Phantoms e seus personagens
    Julie and the Phantoms/Netflix/Reprodução

    Por hoje é isso, meus amores! Essa série ganhou um espacinho especial no meu coração e eu estou contando os segundos para uma nova temporada ser lançada. Espero que tenham gostado!

    Até a próxima lua,
    @_afurniel_

    Continua após a publicidade
    Publicidade