Diplo é acusado de obrigar fã a fazer sexo oral nele em festa pós-show

Caso teria ocorrido em 2019; vítima diz que Diplo ofereceu drogas, a obrigou a fazer oral nele e filmou todo o ato, sem consentimento

Por Isabella Otto Atualizado em 8 jul 2021, 12h57 - Publicado em 8 jul 2021, 09h55
de um lado, o hidratante, o perfume e a máscara facial hello stars, dispostos lado a lado. De outro, as frases: Cada estrela é única, como você. Conheça a nova linha Hello Stars. Todos os elementos estão em um fundo azul escuro com estrelas que brilham
CAPRICHO/Divulgação

O DJ norte-americano Diplo, de 42 anos, está sendo “acusado de assédio sexual”, segundo reportagem do TMZ, que teve acesso aos documentos do processo. A vítima, que preferiu não ser identificada, afirma que o famoso a obrigou a fazer sexo oral nele durante uma after-party que rolou após um show em Las Vegas, em 2019.

Foto do DJ Diplo. Ele tem cabelo loiro e longo, e veste um chapéu de cowboy preto
Diplo na 62ª edição do Grammy Awards, em 2020, na Califórnia John Shearer/The Recording Academy/Getty Images

Segundo relato, a mulher foi à festa na companhia dos amigos. Todos já estavam um pouco embriagados, mas o estado de geral piorou quando drogas e mais bebidas alcoólicas foram oferecidas a eles. Como estavam em uma after fechada em um hotel, aceitaram. A vítima relata que Diplo, quando ela já estava bastante bêbada, a convidou para ir até seu quarto. Nessa hora, os seguranças do cantor começaram a expulsar os amigos da jovem da festa, fazendo uso de agressão física.

+ Ex-modelo da Victoria’s Secret revela abusos sofridos no mundo da moda

A moça diz que se sentiu ameaçada e que decidiu deixar a after também, mas que foi impedida por Diplo, que a forçou a fazer sexo oral nele antes de deixar o local. A mulher disse que ele filmou tudo com o celular.

  •  

    Bryan Freedman, o advogado do DJ, falou que a mulher está se aproveitando de um caso antigo e já judicialmente resolvido. “Esta queixa é completamente ultrajante, totalmente falsa e ainda assim totalmente previsível, visto que simplesmente repete exatamente a mesma afirmação já feita pela amiga da queixosa, Shelly Auguste, um indivíduo que tem assediado o Sr. Pentz e sua família por mais de um ano e já violou repetidamente a ordem de restrição emitida contra ela. Temos provas irrefutáveis ​​de que esta é uma reivindicação completamente sem mérito e iremos apresentá-la a um tribunal o mais rápido possível para pôr fim a esta extorsão pela Sra. Auguste e seus cúmplices de uma vez por todas”, informou Freedman em nota ao TMZ.

    Continua após a publicidade
    Publicidade