Cringe: o que é, por que virou meme e o que tem a ver com a geração Z

Usar calça skinny colorida é cringe? E com uma sapatilha de bico redondo? Entenda o que significa a expressão do momento na internet

Por Gabriela Junqueira 22 jun 2021, 15h16
Ao centro, modelo usa cropped azul de manga comprida. Ela está com uma das mãos na cintura, sorrindo. De um lado, a frase
Marisa/Divulgação

Nos últimos dias, a palavra “cringe” começou a dominar ainda mais as redes sociais. O termo, que tem origem inglesa, significa que algo é “vergonhoso”, digno de vergonha alheia”, e está sendo usado pela geração Z, composta por jovens entre 18 e 24 anos, para definir coisas que eles acham constrangedoras. Se você também não entendeu muito bem o meme, saiba que não está sozinha!

Pessoal perdão, eu não queria fazer essa pergunta, mas o que é cringe?

— Ana Clara 🌶 (@anaclaraac) June 22, 2021

Mas por que todo mundo está falando sobre algo ser cringe ou não? A repercussão sobre a palavra aumentou no Brasil depois que a podcaster Carol Rocha, conhecida como @tchulim, perguntou o que os jovens achavam ~zoado~ no Twitter:

Entre as respostas, alguns falaram que usar peças como calça skinny, sapatilha de bico redondo, pentear o cabelo repartido para o lado, gostar de Disney, usar emojis, tomar café e até usar a palavra “boleto” eram coisas cringes Muitos millenials, quem tem entre 25 e 34 anos, se demonstraram surpresos por certos elementos que eram descolados para a sua geração, e hoje estão sendo considerados ~bregas~.

Orgulho cringe pois acordei nesse FDS, tomei café da manhã e ainda tô dançando de alívio por conseguir pagar meus boletos 🤣😍😏 pic.twitter.com/sZqNkrzm6j

As tendências variam de tempos em tempos, e é natural que o que um dia foi usado e desejado por uma geração não seja tão querido pela outra. E quando falamos de estilo, fica ainda mais óbvio o quanto isso faz parte do ciclo da moda – inclusive, agora, peças com uma vibe anos 90 e 2000 estão em alta novamente, assim como suéteres, ícones da moda desde os anos 60. Ou seja, tudo é rotacional e vai e volta. A estagiária que escreve esta matéria, por exemplo, faz parte da geração Z, mas lembra: o que pode ser hypado hoje, amanhã talvez seja cringe! Muahaha

  • E você, o que considera cringe na internet e fora dela?

    Continua após a publicidade
    Publicidade