Ciclo menstrual regular X irregular: quais são as principais diferenças?

O que significa ter um ciclo menstrual irregular? Quando é preciso se preocupar?

Por Amanda Oliveira - 16 ago 2018, 13h38

Apesar de ter uma média de duração de 28 a 30 dias, cada ciclo menstrual tem um ritmo diferente. Há quem tenha a menstruação nos mesmos dias todos os meses, mas também tem meninas que sangram muito antes ou até mesmo bem depois do que era esperado pelo calendário. Por isso, o ciclo menstrual da sua amiga pode ser totalmente diferente do seu – e isso não é o fim do mundo, viu? Na maioria das vezes, ter um ciclo menstrual irregular é algo natural.

iStock/Reprodução

Para explicar melhor quais as diferenças entre o ciclo menstrual regular e irregular, a CAPRICHO conversou com a Dra. Patrícia Gonçalves, médica obstetra e ginecologista, mestre em Obstetrícia e Ginecologia pela USP.

De acordo com ela, é ainda mais comum ter um ciclo irregular se a menstruação começou há poucos anos, já que demora um tempo para que ele se regularize. “É importante saber que ‘irregular’ é um termo subjetivo, pois ciclos irregulares são considerados menores que 25 dias ou maiores que 35. Ou ainda aquele ciclo menstrual em que a mulher passa meses sem apresentar menstruação”, a Dra. Patrícia explica.

Se você não sabe fazer as contas de quanto tempo seu ciclo dura, também dá para baixar um aplicativo de calendário menstrual e a plataforma faz esse cálculo de acordo com os dados das suas últimas menstruações. Vale lembrar que o ciclo não é só aqueles dias em que você sangra, viu? A gente já fez uma matéria explicando como funciona o ciclo menstrual. Vale a pena dar uma olhada!

O ciclo irregular pode ser causado por diversos fatores diferentes, dependendo da faixa etária da mulher. “Algumas das causas mais usuais dos ciclos irregulares são abortamentos, uso de alguma forma de dispositivo intrauterino (DIU), miomas uterinos, síndrome de ovário policístico, alterações de coagulação do sangue, pólipos e condições médicas crônicas (como problemas de tireoide)”, esclarece a especialista.

Para tornar o ciclo mais regular, o recomendado é que a mulher faça uma série de exames para identificar as causas, como a ultrassonografia pélvica ou transvaginal, dosagens hormonais e bioquímicas no sangue. “Deve ser para que haja confirmação de diagnóstico e posterior tratamento adequado da causa da irregularidade menstrual, seja com tratamentos hormonais ou de outro tipo”, conta a Dra. Patrícia.

Reprodução/Reprodução

Se o seu ciclo menstrual é irregular e não faz muito tempo que você começou a menstruar, fica tranquila: demora um pouquinho mesmo para que ele se regularize. Variações de dois a três dias dentro do ciclo também são perfeitamente normais e não significa que seu ciclo é irregular. Por exemplo, é muito difícil que uma mulher menstrue todo mês no dia 25. Pode ser que aconteça no dia 23 ou no dia 27. Este ciclo continua sendo regular. Ele vira irregular e merece maior atenção apenas quando a menstruação fica um mês sem vir e depois vem com um fluxo intenso – vale lembrar que métodos contraceptivos também podem alterar o ciclo natural do corpo.

Para ter certeza de que está tudo certinho por aí, é importante visitar o ginecologista regularmente desde a menarca (nós também já falamos sobre ela por aqui).  Cuidar de você é puro girl power!

Continua após a publicidade
Publicidade