Blog da Galera: 3 escritores incríveis para seguir nas redes sociais

Karol Andrade, da Galera CH, separou umas dicas de autores bem legais para acompanhar!

Por Da Redação 7 set 2018, 10h00

Ô abre alas para a geek da turma! Aqui é a Karol Andrade e hoje eu vim falar sobre umas pessoinhas que conquistaram o meu e o coração de muitas pessoas pelas redes sociais ao colocar seus pensamentos no papel.

GIPHY/Reprodução

1. Igor Pires da Silva
Ô serzinho iluminado! O Igor é um escritor nacional que começou a depositar suas angústias numa página do Facebook que cresceu tanto que virou um livro e logo mais vira dois. O famoso “Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente” é cruel demais para ser lido rapidamente mesmo, real oficial! Depois de tanto tempo namorando ele na vitrine da Saraiva, finalmente consegui comprar e me sentar para ler. Lembro que fiquei numa daquelas poltronas confortáveis espalhadas no meio do shopping, observando a capa do livro em minhas mãos, realizada por tê-lo comigo. E logo na primeira página, naquela introdução, eu senti o impacto das palavras escolhidas cuidadosamente pelo Igor. E como um passe de mágica, senti as palavras me abraçando e ao mesmo tempo me enxergando através delas. Todos os dias, antes de dormir, eu lia um pouquinho, são pesados demais para serem lidos numa vez só! E no final da leitura, chorando inclusive, eu só conseguia sentir uma coisa: gratidão!

View this post on Instagram

"Nem sempre o amor ganha. Às vezes você terá que abrir mão dele pra continuar. Às vezes é o outro quem irá embora. Não por egoísmo ou intuição, mas por força. É preciso força para abandonar coisas, roupas que não servem mais, pessoas que a gente ama muito. É com muita força também que você segue em frente. E encontra outros motivos para viver. Porque força e coragem dependem de você. Este livro é um lembrete: você ama porque seu sistema não falhou. Porque você é corajosa, forte e sensível na própria dor. Aqui, todos nós estamos no imenso barco que é sentir em excesso. Que sobreviver também é olhar para nós mesmos e dizer que não dá mais. O amor próprio pode ser a maneira mais honesta de se despedir de alguém. Desta vez, eu quem fui embora". O livro da TCD já está disponível nas principais livrarias do país, on-line e fisicamente. Link na bio❣️

A post shared by Textos Cruéis Demais (@textoscrueisdemais) on

2. Rupi Kaur
Rupi é uma poetista feminista de 25 anos que escreve sobre amor, abuso, perda, feminilidade e corações partidos. Seu primeiro livro publicado foi o “Milk and Honey” (Outros jeitos de usar a boca, no Brasil), em 2015. Mas foi o livro “The Sun and Her Flowers” (O que o sol faz com as flores, no Brasil) que me conquistou por inteiro. Lembro-me de encontrá-lo numa banquinha na feira do livro da minha cidade. Foi amor à primeira vista.

Continua após a publicidade

“Murchar, cair, enraizar, crescer, florescer. Uma celebração do amor em todas as suas formas. Essa é a receita da vida minha mãe disse me abraçando enquanto eu chorava pense nas flores que você planta a cada ano no jardim elas nos ensinam que as pessoas também murcham, caem, criam raiz, crescem para florescer no final.”

View this post on Instagram

Torne-se mais responsável pelo seu destino 💛 Descubra 'o que o sol faz com as flores', o novo livro de Rupi Kaur. #acreditamosnoslivros

A post shared by Planeta de Livros Brasil (@planetadelivrosbrasil) on

3. João Doederlein
Mais conhecido como @akapoeta, o João vem conquistando os corações das pessoas pelas redes sociais. Um escritor nacional que trouxe a sensibilidade das palavras para a internet. Admito que ainda passo nas livrarias e fico namorando seus livros. O primeiro foi “O Livro dos Ressignificados” que libertou as palavras dos dicionários e deu um novo significado para elas, com um olhar mais íntimo para o leitor. Seu segundo livro é o “Coração Granada” e pelos trechos que li no Instagram, cada página é um tiro! Nesse livro, o @akapoeta fala sobre amores não correspondidos e ansiedade, e como essas duas coisas mexem com o nosso corpo e alma. Espero ainda pelo dia que poderei abraçar essas duas obras de arte e chamá-las de minhas.

View this post on Instagram

COMEÇOU A PRÉ VENDA DO MEU LIVRO NOVO! LINK NA BIO DO MEU INSTAGRAM! ⠀ ⠀”as páginas a seguir são de um João ainda mais vulnerável. nunca vi um leonino tão disposto a todas as variáveis que a vida nos traz. nem sempre tão felizes, mas sempre muito simbólicas. esse livro é resultado de muito amadurecimento. crescer é obrigatório, mas a maneira como isso se dá em cada um de nós é única. a gente aprende na marra a lidar com nossos demônios, quebrar a cara, sermos substituídos, dormir com o ego ferido toda vez que fazemos alguma merda. e é incrível como a identificação é transformadora. é onde a gente se sente acolhida. abraçada. aquele quentinho no peito de saber que não estamos sozinhos em meio ao caos. e que ainda há beleza nessa bagunça que é a vida. não tinha como ser de outra forma. ⠀ esse livro é como um banho quente depois de um dia longo. ⠀ tô orgulhosa.” ⠀ — @ellorahaonne

A post shared by joão doederlein (@akapoeta) on

Essas três pessoinhas marcaram o meu mês de agosto e ficarão para sempre em meu coração. Boa leitura!

Beijos,
@lorakandrade

 

Continua após a publicidade

Publicidade