Bartender sofre assédio de cliente, grava tudo e vídeo viraliza no TikToK

O homem a assediou durante todo seu turno e a esperou do lado de fora do estabelecimento: "Você ganhou muito dinheiro comigo hoje por causa da sua bunda"

Por Gabriela Junqueira Atualizado em 25 out 2021, 17h49 - Publicado em 25 out 2021, 17h39

Uma bartender chamada Kayla Governor registrava sua rotina no restaurante e bar em que trabalha quando flagrou um episódio de assédio. Segundo Governor, ela estava gravando o momento como parte de um “experimento” para mostrar as situações que a jovem e outras mulheres enfrentam em algumas profissões. O resultado foi tão chocante que o vídeo viralizou no TikTok, somando quase 800 mil visualizações.

Duas imagens de bartender que denunciou abuso
TikTok/Reprodução

O homem começou a conversa pedindo que Kayla o levasse até o quarto dele no hotel, porque ele não era dali, e disse que passariam “um bom tempo juntos”. A jovem respondeu que não iria e o homem continuou a assediando, questionando o porquê, até ela dizer que não queria e ele responder que ela “parecia do tipo” e que sentia que precisava.

Kayla respondeu que não precisava de nada e o cliente falou que era o mínimo que ela poderia fazer. Confusa, a bartender questionou o porquê: “Porque eu cuidei bem de você hoje, você ganhou muito dinheiro comigo hoje por causa dessa sua bunda”, respondeu o assediador. Em seguida, a jovem continuou afirmando, assustada, que não iria. O homem, como muitos assediadores, perguntou se ela tinha namorado.

Kayla responde que sim e continuou negando as propostas. O assediador disse que ela tinha “muitos fãs” no bar e que ele gostava de ser diferente. “Quantos caras vêm aqui tão fofos quanto eu e oferecem algo diferente?“, falou. Apesar de Kayla mais uma vez afirmar que não queria nada com ele, o cliente seguiu sem aceitar a rejeição e concluiu: “Sinto que você não sabe que quer isso”.

Continua após a publicidade

@kaylagovernorReply to @apeydoodles♬ original sound – Kayla Governor

Após a publicação do vídeo, a jovem ainda precisou lidar com comentários sugerindo que sua roupa ou comportamento teriam causando o assédio – frente a esse tipo de frase machista é preciso reforçar: a culpa nunca é da vítima. A jovem respondeu alguns desses comentários através de vídeos, incluindo um que afirmou que esse era o trabalho de Kyla porque “as bartenders se vestem como prost***s para ganhar dinheiro”.

 

“Eu não me visto ‘como uma prost***’ no trabalho. Nós vestimos camisetas grandes e de manga comprida. E, mesmo que me vestisse, ainda não é meu trabalho permitir que os homens me assediem sexualmente. E por que eles me dão boas gorjetas, eu devo algo a eles? Eu não escolho vir trabalhar e ser sexualmente assediada. Eu escolho vir trabalhar e servir cerveja porque é meu trabalho e eu preciso ganhar dinheiro“, rebateu a jovem.

No último vídeo que postou sobre a situação, Governor contou que o homem ficou no bar durante todo o seu turno, e assim que o estabelecimento fechou, ficou esperando do lado de fora fumando um cigarro. Com medo sair e enfrentar mais algum tipo de assédio, a jovem pediu para que o namorado a encontrasse para que ela pudesse ir embora em segurança. Segundo a bartender, assim que o homem viu seu namorado, foi embora.

Continua após a publicidade

Publicidade