Baleia Rosa é esguicho de esperança diante do viral do suicídio

Que tal se juntar a esse mar de gente do bem?!

Por Isabella Otto Atualizado em 19 abr 2017, 14h47 - Publicado em 19 abr 2017, 14h15

Você, definitivamente, já deve ter se deparado com alguma notícia sobre o viral da Baleia Azul, que já fez dezenas de vítimas ao redor do muno. Basicamente, pessoas recrutam jovens que já estejam abalados psicologicamente para realizar tarefas em um jogo em que a missão final é se suicidar. Mas o buraco é bem mais embaixo. Há suspeitas de que esses recrutadores façam parte de grupos que estimulam o suicídio online, o que só deixa tudo ainda mais assustador.

Preocupada com a repercussão do caso – e de ver tantos jovens realmente topando participar do jogo – uma publicitária criou o viral da Baleia Rosa, que estimula as pessoas a espalharem amor na internet. A idealizadora do projeto tem 30 anos e prefere não ser identificada. De acordo com ela, as missões do game fazem com que os jogadores aprendam a dar valor às pequenas coisas do dia a dia.

Por exemplo, ao invés de escutar no repeat a mesma música triste, como sugere a Baleia Azul, que tal obedecer a Baleia Rosa?

Baleia Rosa é esguicho de esperança diante do viral do suicídio
Reprodução/Reprodução

E na última tarefa, ao invés de tentar acabar com a própria vida, que tal se ajudar e ajudar quem precisa? É o que propõe o viral do bem.

Baleia Rosa é esguicho de esperança diante do viral do suicídio
Reprodução/Reprodução

A iniciativa não só vai contra o ~jogo do suicídio~, como ajuda muitas pessoas que estejam precisando de apoio psicológico. É na internet que muitas delas encontram escapes para os problemas reais, e ao se depararem com mensagens positivas e com as missões propostas pela Baleia Rosa, se livram de possíveis gatilhos do mal e encontram forças para continuar lutando.

Espalhar amor é sempre uma linda iniciativa. Você já espalhou amor hoje? Todos juntos contra o suicídio!

 

+ Leia mais: ‘Precisamos falar sobre a depressão. Ela é real e um inferno.’

Continua após a publicidade
Publicidade