Acusado de estupro no Texas recebe sentença: multa de US$ 400 e liberdade

'Eu estou devastada pela decisão da Justiça de deixar meu estuprador Jacob Walter Anderson ficar livre '

Por Isabella Otto 12 dez 2018, 13h00

Muitos brasileiros têm o costume de dizer que, no Brasil, nunca cumpre-se a lei, que os bandidos nunca são condenados, etc. A verdade é que, quando o assunto são crimes contra a mulher, o problema é de nível global, não uma exclusividade do Brasil.

Jacob aos 19 anos, na época em que foi acusado de seu primeiro estupro, e Jacob hoje, quando ganhou liberdade na Corte. Reprodução/Reprodução

Na última segunda-feira, 10, o jornal Star-Telegram, do Texas, nos Estados Unidos, divulgou que Jacob Walter Anderson, de 23 anos, acusado por quatro assédios sexuais, teve sua pena diminuída. À princípio, ele pegaria 20 anos de prisão e teria que pagar a multa de US$ 10 mil. Agora, tudo o que ele precisará pagar é US$ 400 e gozar a vida em liberdade.

  • O primeiro caso de assédio praticado por Jacob foi relatado quando ele tinha 19 anos e aconteceu, de acordo com a vítima, em uma festa universitária. Ela o acusou de tê-la estuprado e, alguns anos seguintes, outras três vítimas prestaram denúncias.

    Eu estou devastada pela decisão da Justiça de deixar meu estuprador Jacob Walter Anderson ficar livre sem nenhum tipo de punição“, disse a juíza do estado do Texas, que fazia parte das investigações, ao programa Today.

    Deve ser horrível para você saber o que fez comigo, que você me estuprou, quase me matou, arruinou minha vida, roubou minha virgindade e tantas outras coisas de mim“, disse a vítima que foi abusada por Anderson durante a festa universitária.

    Nossa pergunta é: será que é realmente tão horrível assim para ele? A Justiça, mais uma vez, falhou com nós mulheres.

    Continua após a publicidade
    Publicidade