Esse médico foi tido como louco por dizer que lavar as mãos salvava vidas

Conheça a história de Ignaz Philipp Semmelweis, o pai da antissepsia sanitária e o "salvador das mães"!

Por Isabella Otto - Atualizado em 15 out 2020, 12h31 - Publicado em 15 out 2020, 12h03
colecao-roupas-capricho-marisa
Divulgação/CAPRICHO

Hoje, lavar as mãos é um ritual de higiene que faz parte da vida da maioria das pessoas, seja ao chegar em casa da rua, antes de fazer refeições, depois de usar o banheiro. Mas você sabia que esse ato, que já salvou e continua salvando muitas vidas, só surgiu há pouco mais de 150 anos?!

Reprodução/Reprodução

O médico Ignaz Philipp Semmelweis, que nasceu onde hoje é Budapeste, no dia 1º de julho de 1818, foi quem teve essa percepção de que lavar as mãos evitava que as pessoas contraíssem e transmitissem doenças. Conhecido como o pai da antissepsia sanitária, Semmelweis é descrito também na história como o “salvador das mães”, já que evitou muitas mortes de mulheres que pegavam infecções pós-parto ao propagar a importância da desinfecção das mãos em clínicas obstétricas.

Mas se você acha que ele foi levado a sério na época por isso, mesmo os casos de infecção tendo diminuído drasticamente após os doutores e as parteiras começarem a higienizar corretamente as mãos, saiba que não foi bem assim. Muitos colegas de profissão zombaram da tal descoberta de Semmelweis, que foi colocado de má fé em um manicômio, onde acabou morrendo aos 47 anos, sozinho, deprimido e vítima de uma infecção febril, que poderia ter sido evitada se os profissionais de saúde tivessem maior respeito pela antissepsia.

Retrato de Ignaz Philipp Semmelweis Reprodução/Reprodução

Mas por que as grávidas eram as mais afetadas? O médico descobriu que os alunos, depois de terem aulas de anatomia com cadáveres, saíam delas sem lavar as mãos e iam atender suas pacientes, muitas delas que estavam dando à luz. Com o passar dos anos, o ato de higienizar mãos e braços se tornou obrigatório em hospitais, clínicas, consultórios e postos de saúde, assim como a utilização de luvas cirúrgicas, máscaras e outras formas de antissepsia sanitária. #MeredithGreyApproves

Em meio a uma pandemia global, em que uma das medidas simples mais eficazes contra a disseminação do COVID-19, responsável pelo coronavírus, é lavar bem aos mãos, o Google já homenageou Ignaz Semmelweis com um Doodle superlegal, que você pode ver a seguir:

LAVE AS MÃOS, GALERINHA! E agradeça por poder fazer isso tão facilmente, porque nem todo mundo tem esse privilégio. Como diria o Dumbledore: “Use it well”!

Continua após a publicidade
Publicidade