O que fazer caso não encontre mais álcool em gel para comprar?

Enquanto uns estocam, outros ficam sem. Esse é um cenário eficaz na luta contra pandemias? A resposta, obviamente, é não. Veja as dicas a seguir!

Por Isabella Otto - Atualizado em 17 mar 2020, 15h47 - Publicado em 17 mar 2020, 14h15
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Surtos geram pandemias que geram desespero populacional que geram falta de empatia. É sempre assim. Os que podem, mesmo que não seja necessário, saem estocando alimentos, bebidas e produtos de higiene, sem pensar no próximo – muito menos naqueles que já não têm. Em meio à crise do coronavírus no Brasil, a vítima das prateleiras, assim como aconteceu em 2009, durante a pandemia de H1N1, é o álcool em gel.

Panuwat Dangsungnoen/Getty Images

Já há relatos de pessoas que não estão mais encontrando o produto para vender em farmácias e supermercados e, quando encontram, é a um preço exorbitante. Pensando nisso, o Laboratório de Macromoléculas e Nanopartículas da PUC-Rio divulgou no Instagram informações que são de interesse de todos!

 

Primeiro, o pessoal do laboratório explica que álcool é eficaz contra vírus porque o etanol consegue dissolver a “capa protetora” dos lipídeos, ou seja, a gordura desses agentes. O álcool em gel 70% é ótimo para higienizar as mãos em transportes públicos, por exemplo, mas, em casa, ele não se faz necessário, porque outros produtos, inclusive mais acessíveis, podem fazer o seu papel.

Continua após a publicidade

É o caso, por exemplo, do detergente, produto excelente para a remoção de gorduras! Sabão, sabonete (líquido ou em barra) e até xampu também podem ser usados na higienização das mãos e dos braços. É interessante evitar as opções hidratantes e preferir as anti-bacterianas.

View this post on Instagram

Com a falta de álcool gel nos mercados, como posso me proteger? Primeiro, temos que entender como o etanol atua contra o vírus 🦠. Este microorganismo possui uma “capa protetora” feita de lipídeos, ou seja, gordura. O etanol do álcool gel é capaz de dissolver esta capa eliminando o vírus. Mas sabe quem faz um trabalho ainda melhor? Os surfactantes, que são substâncias presentes no sabão, detergente, sabonete líquido ou em barra e até nos shampoos! Para entender o porquê, é só lembrar de como eles são eficientes em remover gordura. Além disso, para higienizar superfícies como mesas e bancadas, você também pode usar limpadores multi-uso, limpa-vidros (que sejam a base de álcool) ou uma solução diluída de hipoclorito (também conhecido como alvejante, cloro ou água sanitária). Mas lembre-se: estes produtos não são adequados para usar na pele, são apenas para superfícies. Por isso, deixe o álcool gel apenas para situações em que você não tem torneira para poder lavar as mãos, como na rua ou dentro do ônibus. Em casa ou em qualquer lugar que tiver torneira, lave a mão com sabão. Assim você economiza o álcool gel e sobra mais para todo mundo. E uma pessoa com um estoque de álcool cercada de pessoas sem acesso ao produto, fica menos protegida do que se todo mundo tivesse acesso a pelo menos um pouco de álcool gel, pois haveria menos chance das pessoas ao seu redor estarem contaminadas. Mas se você não sabia disso antes e por isso fez um estoque de álcool gel, então, que tal fazer um ato de gentileza e doar um frasco do seu estoque para quem não conseguiu comprar a tempo? Assim você vai ser um herói para todos e ainda se protegerá melhor! Lembre-se as atitudes pelo bem coletivo podem salvar vidas, o pânico não. #ciência #cientista #química #alcoolgel #generosidade #sabão #prevenção #gentilezageragentileza

A post shared by M&N Lab | PUC-Rio (@macro.nano.lab) on

Continua após a publicidade

Móveis, livros, notebooks, celulares, etc podem ser higienizados com produtos de limpeza como multi-uso, desinfetantes, limpa-vidros e até mesmo solução diluída de hipoclorito. Jamais use esses artigos para higienizar a pele, ok?

Como salienta o Laboratório de Macromoléculas e Nanopartículas: “Deixe o álcool gel apenas para situações em que você não tem torneira para poder lavar as mãos”. Obrigada, pessoal da PUC-Rio. Arrasaram! Nessas horas, informações corretas e à disposição de todos se fazem mais do que necessárias! 😉

Publicidade