3 motivos pelos quais o chocolate amargo é o melhor para a sua saúde

O doce, quando consumido na medida certa, pode prevenir trombose, melhorar o humor, evitar o envelhecimento precoce e até mesmo ajudar a emagrecer

Por Isabella Otto Atualizado em 7 jul 2021, 17h26 - Publicado em 7 jul 2021, 17h24
de um lado, o hidratante, o perfume e a máscara facial hello stars, dispostos lado a lado. De outro, as frases: Cada estrela é única, como você. Conheça a nova linha Hello Stars. Todos os elementos estão em um fundo azul escuro com estrelas que brilham
CAPRICHO/Divulgação

Todos os chocolates trazem benefícios para a saúde quando consumidos com sabedoria. Ou seja, sem exageros! Só que o branco, ao invés de levar cacau puro na massa, leva manteiga de cacau, que também tem benefícios, mas é mais calóricas e açucarada. O ao leite também tem mais açúcar na composição e menos cacau. Exatamente por isso, o amargo é o mais saudável para a saúde!

Uma mão segurando um tablete de chocolate amargo sobre um fundo rosa
FotoDuets/Getty Images

A nutricionista e personal trainer Sol Meneghini conta que a principal diferença entre os chocolates está na diferença nutricional de cada um, devido à proporção dos ingredientes. “O ao leite, por exemplo, leva menos massa de cacau, ao mesmo tempo apresenta mais manteiga e açúcar. Ainda contém leite em pó para chegar à cor marrom clara, textura cremosa e sabor adocicado. Logo, é pobre em nutrientes e fitoquímicos e não proporciona vantagens como a versão amarga“, revela.

1. O chocolate amargo tem menos açúcar e manteiga, e é mais puro e nutritivo

Quanto maior o teor de cacau, mais amargo é o chocolate. Quanto mais amargo ele for, menos açúcar e manteiga terá na composição. Logo, o chocolate amargo é o mais puro e nutritivo! “As opções amargas apresentam massa de cacau que varia de 50% a 100%. Geralmente, é o melhor para a saúde, pois mostra a relação mais equilibrada entre a percentagem de cacau e a quantidade de outros nutrientes. Em sua composição, possuem antioxidantes importantes, chamados de flavonoides, que protegem as células e previnem o envelhecimento precoce“, explica a nutricionista.

  • 2. É o que faz menos mal para o colesterol

    Quanto mais cacau, melhor! Isso porque “o cacau auxilia a evitar a deposição de gordura nos vasos, prevenindo a formação de placas de ateroma e desenvolvimento de doenças cardiovasculares”, conta a nutricionista. As versões amargas são as que mais ajudam a regular os níveis de colesterol no sangue. “Elas também são as que mais estimulam o sistema nervoso central, devido à presença de teobromina, uma substância semelhante à cafeína”.

    3. Quanto mais amargo, mais seu metabolismo acelera

    Sol Meneghini diz que muita gente não sabe, mas o chocolate é um alimento que acelera o metabolismo, diminuindo a quantidade de gordura no corpo. “No entanto, para alcançar essas vantagens, não se pode comer em excesso. Os chocolates amargos acima de 50% podem ser aliados na sua dieta. O ideal é que sejam consumidas 30g do doce por dia, caso você coma diariamente”, recomenda a especialista, que finaliza com um alerta: “Em doses altas, o chocolate se torna bastante calórico. Não precisa eliminá-lo de seu dia a dia, mas é preciso atenção na hora de comê-lo. Quando saboreado na medida certa, ele pode prevenir trombose, melhorar o humor e até mesmo ajudar a emagrecer”.

    E aí, você gosta de chocolate amargo ou prefere as outras versões do alimento?

    Continua após a publicidade
    Publicidade