Chocolate dá espinhas? Veja mitos e verdades sobre o doce

Afinal, ele faz bem para a saúde da nossa pele? Vem saber!

Por Sofia Duarte Atualizado em 1 abr 2021, 11h53 - Publicado em 2 abr 2021, 10h00

Alô, chocólatras! Esse doce maravilhoso que a gente tanto ama (<3) tem algumas ~controversas~ quando se trata da saúde da nossa pele. A principal delas é: afinal, o chocolateespinhas ou não?

Essa afirmação é, na verdade, um mito. Até hoje, não existe nenhum estudo científico que comprove a relação direta do chocolate com a acne. No entanto, o que acontece é que o consumo em excesso do doce pode, sim, contribuir para o aparecimento de espinhas. Isso porque os chocolates costumam vir acrescidos de leite, açúcar e gordura hidrogenada, ingredientes que podem agravar o quadro da acne. Fora que, por ter um alto índice glicêmico, o alimento também aumenta a absorção de açúcar pelas células.

  • Ou seja, o chocolate em si não é um vilão. Porém, as opções meio amargas, amargas ou com 70% de cacau são as melhores para a nossa saúde, uma vez que possuem mais quantidade de cacau e menos leite, açúcar e gorduras.

    O cacau faz bem para a pele. Ele é rico em antioxidantes e em magnésio, o que ajuda na saúde da nossa pele, assim como melhora a circulação sanguínea e ainda proporciona a sensação de bem-estar, devido ao aumento de um hormônio chamado serotonina. Ou seja, com moderação e equilíbrio, óbvio que o chocolate está mais do que liberado! 😉

    Chocolate
    Reprodução/Reprodução

    Por isso é que o “chocolate” branco não é considerado um chocolate. Ele é feito de manteiga do cacau, e não da semente do cacau, por isso é rico em açúcar e gordura hidrogenada.

    Ah, e uma dica importante, caso você tenha a pele oleosa com tendência à acne e vá consumir bastante chocolate (oi, Páscoa!), é incluir produtos oil free ou com toque seco na sua rotina de skincare. Além disso, evite lavar o rosto mais do que duas vezes ao dia (de manhã e à noite) e usar escovas de limpeza facial todos os dias. Do contrário, você pode promover o efeito rebote, que acaba estimulando mais a produção de gordura. Combinado?

    Quem deu as informações: Dra. Fernanda Nichelle, médica dermatologista que atua na área estética e está à frente da Clínica MAC – Medicine Aesthetic Clinic.

    Continua após a publicidade
    Publicidade