Modelo posa com pelos na axila e diz que eles mostram seu poder de escolha

Emily Ratajkowski fez um texto falando sobre o assunto para a edição de setembro da Harper's Bazaar americana

Por Da Redação - 8 ago 2019, 17h42

Emily Ratajkowski foi convidada pela Harper’s Bazaar americana para escrever um texto na edição de setembro da publicação (a mais importante do ano para muitos veículos). A modelo e atriz falou sobre como a sexualidade feminina é tratada pela sociedade, ainda bastante misógina, e aproveitou o tema para posar para a publicação de lingerie, exibindo os pelos em suas axilas.

Emily-Ratajkowski
Emily Ratajkowski Instagram/Reprodução

Em seu ensaio, Emily questiona por que as pessoas insistem, nos dias de hoje, em separar o que é inteligente e sério do que é sexy. “Culturalmente, temos medo das mulheres em geral, mas também, mais especificamente, do poder inato que a sexualidade feminina possui”, afirmou. Segundo ela, é triste ver que o mundo ainda acredita na ideia de que a mulher perde algo quando ostenta e abraça sua sexualidade.

“Me sinto poderosa quando me sinto eu mesma, e às vezes me sentir eu mesma significa usar uma minissaia. Às vezes significa usar um capuz gigante. Às vezes me sinto particularmente forte e livre quando não uso sutiã por baixo de um top”, continuou.

View this post on Instagram

“Give women the opportunity to be whatever they want and as multifaceted as they can be.” I wrote an essay for @harpersbazaarus about the importance of women’s right to choose (how she dresses, what she posts, if she decides to shave or not) no matter what influences have shaped the way she presents herself. Do your thing ladies, whatever it might be. Link in bio.

Continua após a publicidade

A post shared by Emily Ratajkowski (@emrata) on

Emily explica que decidir se depilar ou não é algo que só cabe a ela. “Para mim, os pelos no corpo são mais uma oportunidade das mulheres exercitarem sua capacidade de escolher – uma escolha baseada em como querem se sentir”, comentou.

Normalmente gosto de me depilar, mas às vezes deixar os pelos do meu corpo crescerem é o que faz com que me sinta sexy. Não há resposta certa, nenhuma opção que me faça mais ou menos feminista”, completou. Para a modelo, a identidade e a sexualidade de uma pessoa dependem apenas… dela!

O que você acha?

Continua após a publicidade
Publicidade